Plácido Domingo faz concerto para entrar na história do Ceará

Plácido Domingo emociona os 3 mil convidados do Governo do Estado durante concerto inaugural do Centro de Eventos do Ceará

Um concerto para entrar para a história do Ceará. Isso que foi visto na inauguração do Centro de Eventos do Ceará (CEC) na noite desta quarta-feira (15). Entre clássicos, sanfonas e um português arrastado, o público saiu do respeitoso silêncio para aplausos sem fim ao tenor Plácido Domingo.

Com pontualidade britânica, o evento começou às 21h com a apresentadora do programa Video Show, Ana Furtado, dando as boas vindas aos 3 mil convidados do Governo do Estado. O concerto teve início logo na sequência, com a Orquestra Eleazar de Carvalho, especialmente regida por Eugene Kohn, tocando "Zampa", de Louis Hérold.

(Foto: Lucas de Menezes)

A primeira das doze aparições de Plácido Domingo aconteceu já na segunda música, com "A Terra dos Sonhos", de Franz Lehár. O grande tenor revezou e dividiu o palco com as sopranos Micaëla Oeste e Angel Blue.

> Plácido Domingo emociona e mistura clássicos com sanfona

Reações

O primeiro momento de grande emoção da noite aconteceu com Oeste cantando "Over The Rainbow", eternizada pelo musical 'O mágico de Oz'.

O êxtase foi maior quando o violinista cearense Cainã Cavalcante, acompanhado pelas sanfonas da dupla Ítalo e Reno, tocou "João e Maria", de Chico Buarque.

A emoção se completou quando Plácido Domigo voltou ao palco para cantar Besame Mucho, finalizando a progamação oficial do concerto com o público de pé.

Idas e vindas

Como se já não fosse suficiente o fim programado, o tenor fez cinco biz. Entre as canções estava "Granada", eternizada por Domingo, e "Perhaps Love", dedicada à primeira dama do Estado, Maria Célia Habib Moura Ferreira Gomes.

Clássicos brasileiros também embalaram o biz. Em português, o astro cantou "Cidade Maravilhosa" e encerrou a noite com "Aquarela do Brasil", de Ary Barroso, quando dividiu o palco com Ítalo e Reno e arriscou um desajeitado samba no pé.

Na torcida

Apaixonado por futebol, Plácido Domingo afirmou em entrevista que pretende voltar ao Brasil para a Copa do Mundo de 2014, quando espera ver uma final entre a seleção anfitriã e o selecionado espanhol.

Ao ser informado pelo Governador, Cid Gomes, que a Espanha viria ao Ceará para a disputa da Copa das Confederações de 2013, o tenor abriu o sorriso e disse já vai aproveitar para reservar o hotel.