Matéria-927409

Astros de cinema?

Os palcos estão se tornando pequenos para as bandas. Vários artistas ganham às telonas este ano. Esses filmes não são necessariamente biográficos. Vão de documentários, a registros de shows e passam até pelo gênero ficção!

Parece estranho? Em se tratando do Restart não! Quando a gente menos espera, essa caixinha de surpresas inventa uma novidade. Depois de um álbum de figurinhas, uma game que leva seu nome e uma biografia já anunciada até o fim do ano, eis que o grupo é notícia agora por protagonizar longa dirigido pelo conceituado Heitor Dhalia, responsável por "O Cheiro do Ralo" e "À Deriva". "Ainda não temos a história, mas vai misturar situações nossas com coisas ficcionais. Vamos começar a filmar em abril ou maio, para lançar em dezembro ou no máximo janeiro de 2012", adiantou o vocalista e guitarrista Pe Lu.

Renato Russo e sua Legião Urbana ressuscitam em quatro filmes. Em compensação, "Somos tão jovens", do carioca Antonio Carlos da Fontoura, é a única produção a receber apoio dos remanescentes Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, que chegam até a emprestar seus filhos - Nicolau Villa-Lobos, 21 anos, e João Pedro Bonfá, 22 - para viverem suas respectivas personas no cinema. Quem ficou no papel do vocalista foi Thiago Mendonça. A fita faz parte da Trilogia do Rock, iniciativa da produtora Dharma, que inclui ainda os títulos "Rock de Brasília", de Walter Carvalho (com imagens raras do grupo nos anos 80) e "Faroeste Caboclo", de René Sampaio, talvez a produção que suscita mais curiosidade por ser baseada na ópera rock de quase 10 minutos sobre a saga do "tal João de Santo Cristo". Além da trilogia, corre por fora o documentário "Dê-me abrigo", de Ana Carolina Bussacos, Jania Barbara e Beatriz Leal, que aborda o fatídico episódio de show da Legião no Estádio Mané Garrincha, em 1988, que terminou em confusão das grandes.

Dos internacionais, o Queen sai com uma série de ações em torno do seu 40º aniversário. Além dos óbvios boxes de relançamentos, o guitarrista Brian May e o baterista Roger Taylor trabalham na adaptação cinematográfica de "We Will Rock You", musical que estreou nos palcos em 2002 e se desenvolve a partir de sucessos da banda. Sem previsão de estreia, o roteiro ficará por conta de Peter Morgan ("Frost/Nixon"). Outro projeto é uma película sobre Freddie Mercury, líder do Queen falecido em 1991. Seu intérprete? O polêmico humorista Sacha Baron Cohen (de "Borat" e "Brüno").

De volta ao Brasil no Rock in Rio, Elton John trabalha na sua própria cinebiografia, uma parceria do astro inglês com o marido, o produtor David Furnish, - e o roteirista Lee Hall (de "Billy Elliot"). "Não será um filme normal, comum, porque minha vida tem sido meio louca. E acho importante fazer algo com uma abordagem meio surrealista a respeito da minha vida", explicou John, que já tem o seu eleito para protagonista: Robert Downey Jr.

Beatles

O quarteto inspirou três títulos em fase de pré-produção. "Naked Lennon" trata do início do relacionamento com Yoko Ono e o fim da banda. Ainda no mesmo mote, a comédia "Get Back" fala sobre dois fãs que viajam no tempo para tentar impedir que o casal se conheça. Uma releitura de "Yellow Submarine", animação de 1968 baseado na clássica música, também está por vir. Já "O Garoto de Liverpool", sobre a história do jovem Lennon, deve estrear em breve por aqui.

Mais no blog

Você confere ainda o Pearl Jam, que completou 20 anos e terá filme assinado por Cameron Crowe. Lemmy Kilmister, polêmico frontman do Motörhead, também teve sua trajetória documentada. Não deixe de acessar pelo endereço http://ow.ly/3ORYW

Em 3D

O U2 é a primeira banda a ter um concerto filmado em 3D. O longa, de 2008, terá sessões especiais nos dias 18, 19 e 20 de março como aquecimento para os shows no Brasil, em abril.

JULIANA COLARES