Matéria-1223656

Cearenses na disputa

Artur Menezes e Felipe Cazaux participam de votação em que 1.760 artistas/bandas concorrem à cobiçada vaga no Crossroads Guitar Festival, organizado por ninguém menos que Eric Clapton

A cena autoral cearense está bem representada na competição, que elegerá o felizardo que terá a honra em tocar com grandes nomes do blues mundial, incluindo o próprio deus da guitarra, Eric Clapton. O festival acontece nos dias 12 e 13 de abril, no Madison Square Garden, em Nova York. Com o fim da enquete em março, começa a segunda fase, em que 100 candidatos serão avaliados por um badalado júri, formado por Blues Saraceno (ex-Poison), Paul Gilbert (ex-Mr Big), Peter Stroud e Audley Freed (ex-The Black Crowes). Até o fechamento da coluna Sound, Artur Menezes (para votar: http://www.playcrossroads.com/u/Menezes), vem liderando, ao lado da banda paulista Cruz e do duo indiano Adil & Vasundhara, a preferência dos internautas. O músico, um dos principais artistas da nova geração do blues, comemora a visibilidade que a votação vem dado ao seu trabalho.

Até o fechamento da edição, Artur Menezes liderava ranking, ao lado da banda paulista Cruz e dos indianos Adil & Vasundhara

 "Nunca me inscrevi em nada. Aí, apareceu esse concurso. Com a repercussão nas mídias sociais, da movimentação da galera que está fazendo campanha, mandando mensagens de apoio, votando, vi que as chances são sim reais, além de me encaixar no perfil de candidato que o evento procura. Tenho acompanhado todas as edições do festival e, apesar de bandas estarem concorrendo, os artistas solos têm sido os mais procurados. Sei que a votação não definirá quem ficará com a vaga, mas estou muito feliz com essa mobilização. São 1.760 artistas inscritos. Independente do resultado, a disputa é uma boa vitrine para divulgação do nosso trabalho", diz Artur, também conhecido por seu trabalho como produtor do projeto Oi Blues em Fortaleza.

Ansiedade

O artista confessa que a ansiedade tem tirado o seu sono, apesar de já ter feito apresentações no exterior. "Estou confiante. Sonho com isso direto, toda noite (risos). Das vezes em que me apresentei nos Estados Unidos e Inglaterra, sempre fui muito bem recebido, embora ache que minha brasilidade soa algo muito natural, por causa do nosso suingue, jeito de tocar diferente", explica ele, que finalizou recentemente o novo disco, "# 2" e convida os cearenses a comparecerem, no dia 2 de fevereiro, a show gratuito no Anfiteatro do Dragão do Mar.

Outra prata da casa é Felipe Cazaux (para votar: http://www.playcrossroads.com/u/FelipeCazaux), que aparece na 14ª colocação. O guitarrista, que tem no currículo passagem pela Double Blues e começou essa semana a gravar seu terceiro álbum solo, também tem angariado seguidores fieis. Engajado, o músico tem apostado na divulgação não só do seu trabalho, mas também dos conterrâneos, Artur Menezes, Alysson dos Anjos e Eric Greiner (este, aparece como integrante da banda Barefoot Jax).

Conhecido na cena local, Felipe Cazaux aparece em 14º lugar


"Temos trabalhado juntos nesse sentido. O que eu acho mais bacana e, é essa a nossa real intenção, é dar esse destaque à música local, colocar a cena do blues que está se desenvolvendo por aqui para o mundo todo ouvir. Participar de uma votação no Crossroads é uma grande oportunidade, porque poderemos tocar nossas próprias músicas para um público direcionado, que está lá realmente interessado em conhecer", declara Cazaux, que faz outros planos para 2013. "Além do lançamento em DVD do Casa do Blues, queremos expandir o projeto para novos lugares em Fortaleza".

Television no Abril

Verlaine, vocalista do Television, se apresenta no dia 19

O Abril Pro Rock ganhará reforço de peso para a sua 21ª edição, que acontece nos dias 19 e 20. O festival pernambucano confirmou a presença do Television, um dos mais influentes grupos da fase inicial do punk rock, que cravou sua marca ao investir numa sonoridade mais complexa e trabalhada, diferente do som mais minimalista e acelerado pelo qual o gênero musical ficou conhecido. É a terceira passagem da banda de Tom Verlaine pelo Brasil. Sua última apresentação ocorreu em 2011. O Television sobe ao palco do Chevrolet Hall no mesmo dia (19) em que Rodrigo Amarante estreia projeto solo. Também foram confirmados na programação Dead Kennedys e Krisiun, atrações do dia 20.

Ceará autoral

Em sua terceira semana, o festival 2º Vaia para a Cultura contará amanhã, 20h, com show de Carlos Hardy (foto) e o Fim do Mundo trazem o Circo dos Littles com repertório autoral. Já no dia 25, 20h, é a vez da banda Bonilas, que apresenta set ácido de composições próprias e releituras de nomes da música brasileira. No Sesc Emiliano Queiroz.

Um álbum pirata!

Quem melhor do que Johnny Depp para capitanear compilação de músicas piratas? Pois o ator está à frente de "Son of Rogue´s Gallery: Pirate Ballads, Sea Songs and Chanteys", previsto para 19/02. O maior trunfo da coletânea é a parceria entre Tom Waits e Keith Richards.

Novo disco: Inspirada retomada

Após dez anos de reclusão, o camaleão David Bowie ressurge com novo single, "Where are we now?", e disco com previsão de lançamento para março

Na última semana, não se falou em mais outra coisa a não ser no retorno de David Bowie à música. O astro britânico presenteou os fãs, no dia do seu aniversário de 66 anos (8 de janeiro, quando inclusive a coluna Sound prestou homenagem à sua obra), com o lançamento da sua primeira música inédita em 10 anos, com direito a pacote completo.

A baladinha melancólica "Where are we now?", que ganhou clipe remontando à fase de Berlim do Camaleão do Rock, é o primeiro single de "The Next Day", 30º disco de estúdio e chega às lojas a partir de 8 de março. No iTunes, o álbum já está em pré-venda na loja do iTunes (US$ 12,99). A notícia, com pretensão de ser já a mais bombástica do ano (bem que o Suede tentou superar ao anunciar, na mesma data, "Barriers", primeira canção dos ingleses em 11 anos), trouxe uma série de novas especulações. Agora, a dúvida é se Bowie irá encarar a turnê de divulgação de "The Next Day".

Vão ter shows?

Afastado voluntariamente dos palcos desde 2004 (mesmo tendo se curado de problema cardíaco), o recluso artista ainda não se manifestou publicamente sobre a possibilidade de fazer shows. Tony Visconti, que participou da produção do novo registro e é parceiro de longa data do cantor, comentou sobre o assunto. "Ele não quer mais fazer turnês. Ele não aguenta mais. Mas ele não descarta fazer um show ou outro. Foi um alívio para mim ouvir isso", explicou ele, empolgado em voltar a trabalhar com o Thin White Duke.

"Gravamos 29 músicas [para ´The Next Day´]. Pelo menos quatro delas poderiam dar início a um novo álbum. Se tudo correr bem, voltaremos ao estúdio no fim deste ano. Ele voltou. Bowie descobriu o que ele quer fazer: ele quer gravar discos. Nada mais".

Visconti aproveitou para desmentir de vez os boatos de que Bowie estaria com uma doença degenerativa. "As pessoas pensavam que ele estava morrendo. Ele não vai morrer tão cedo, posso garantir isso a vocês... Ele não poderia ter trabalhado por dois anos em [´The Next Day´]. Ele está muito bem, em plena forma. Ele fez a operação em 2004 e foi isso", esclareceu Visconti.

Então, uma turnê está difícil de emplacar, mas as especulações já começaram em torno de possíveis shows. Uma que tem dado o que falar, nas redes sociais, é que o Coachella Festival 2013 teria escalado não só Bowie como David Byrne (ex-Talking Heads), Lou Reed (ex-Velvet), Daft Punk e até o Sound City Players, o supergrupo do Dave Grohl, formado com base no filme "Sound City" (dirigido pelo vocalista do Foo Fighters), entre as principais atrações. Ou seja, seria o line up dos sonhos! Mas, antes de ficarmos animadinhos, é bom aguardar algum pronunciamento oficial do evento.