Matéria-1187735

Perto dos fãs

Atração do Ceará Music, no dia 13 de outubro, o grupo canadense Simple Plan não vê a hora de chegar ao Brasil. Confira bate-papo exclusivo

Apostando no pop punk, o Simple Plan tem cativado o público brasileiro, tanto que o grupo está de volta ao País em menos de um ano

Formado em 1999, em Montreal, o quinteto já coleciona uma penca de sucessos em quatro discos de estúdio. À coluna Sound, o baterista Chuck Comeau e o guitarrista Sébastien Lefebvre falam da ligação especial com os fãs brasileiros e dos projetos futuros do grupo.

Em menos de um ano, o Simple Plan está voltando ao Brasil pela segunda vez divulgando "Get Your Heart On". Vocês se surpreenderam com esse enorme sucesso da turnê? Quais as expectativas da banda nessa nova passagem?

Chuck Comeau: Nós estamos absolutamente excitados de como esse novo álbum tem sido recebido ao redor do mundo e, particularmente, no Brasil e América do Sul. Nós estamos muito empolgados em voltar ao País. É sempre um prazer tocar para alguns dos fãs mais "hardcores" do mundo. Nossos shows no Brasil são sempre o máximo!

O público brasileiro é famoso pela sua paixão, hospitalidade e alegria. Você concorda com isso? Ele é realmente diferente dos outros fãs?

O baterista Chuck Comeau e o guitarrista Sébastien Lefebvre (os primeiros músicos à esquerda) conversaram com a coluna Sound

Chuck: Nós amamos tocar no Brasil. Os fãs são apaixonados, eles AMAM a música. A gente acha que é o sangue latino que faz do Brasil um lugar único para a nossa banda. Os brasileiros sempre trazem bandeiras e nos enviam sinais avisando para vir ao Brasil. Eles pedem para a gente não parar de atualizar o Twitter e o Facebook e nós amamos esses entusiasmo pelo Simple Plan. Todas as vezes que vamos ao país de vocês, nós nos sentimos como os Beatles. É ótimo!

O grupo está vindo pela primeira vez a Fortaleza como uma das grandes atrações internacionais do Ceará Music. O que as pessoas podem esperar dessa apresentação?

Chuck: Agora que nós temos quatro álbuns, o nosso show se tornou as nossas músicas favoritas desses trabalhos. Parece ser um show dos maiores sucessos. Mas, nós tocaremos também muitas canções do mais recente, "Get Your Heart On!", e algumas mais antigas, as preferidas dos fãs. Nós prometemos subir no palco e ficar tão loucos quanto pudermos, pulando em todo lugar, correndo, fazendo piadas... Nosso objetivo é garantir um grande sorriso e a melhor noite da vida deles!

O Simple Plan tem a preocupação de agradar os públicos que visita fazendo surpresas? Por exemplo, em 2011, no festival SWU, o vocalista Pierre Bouvier vestiu uma camisa com a bandeira brasileira. Pretendem fazer algo do gênero?

Chuck: Nós sempre gostamos de fazer coisas especiais para os fãs e, quando tocamos no Brasil, nós sempre nos sentimentos acolhidos. O Pierre sempre procura aprender algumas palavras em português e isso só torna o show ainda mais especial. Nós teremos surpresas para os fãs nessa nova turnê.

Outras atrações internacionais são esperadas no Ceará Music como o Evanescence, The Used, Ali Campbell (ex-vocalista do UB40) e Mick Hucknall (do Simply Red). Vocês conhecem, pessoalmente, algum desses artistas? Pensam em fazer alguma parceria no palco?

Chuck: Nós conhecemos os caras do The Used. Nós excursionamos com eles na "Warped Tour", nos Estados Unidos. Eles são incríveis e são uma ótima banda e mal posso esperar de reencontrá-los para tocarmos de novo. Também estou ansioso em ver as outras bandas tocarem. E essa é a melhor parte nos festivais, ver o melhor da música ao vivo de um line-up diverso e eclético.

Além de "Get Your Heart On Tour", a banda está trabalhando em um novo projeto, um novo álbum está vindo por aí?

Chuck: Assim que acabarmos a turnê mundial de "GYHO!", começaremos a pensar no novo disco. Entretanto, nós estamos super ansiosos em lançar um livro de fotografias comemorativo ao 10º aniversário da banda, um novo DVD ao vivo e algumas canções inéditas antes do próximo registro de estúdio.

Nesse último disco, é notória a presença de novas sonoridades, tendo inclusive um pouco de reggae e pop britânico. A banda pretende seguir nessa direção, procurando sempre novidades? Há um limite para o processo criativo? E qual é a principal marca do Simple Plan que não será mudada?

Sébastien Lefebvre: Fizemos algumas coisas nesse álbum que as pessoas não estão acostumadas a ouvir no Simple Plan, mas, ao mesmo tempo, o trabalho ainda soa como a gente. O mix da voz de Pierre e a maneira como compomos música é a marca do que fazemos. Acredito que nós sempre testaremos coisas novas. É o que torna mais interessante para nós, músicos, mas sempre entregaremos o bom e tradicional Simple Plan. Isso é a gente.

Outra característica forte do Simple Plan é a sua aproximação com os fãs, o grupo é bem acessível nas redes sociais e surpreendeu a todos, ano passado, ao compor uma música com a ajuda deles, o hit "This Song Saved My Life". Com que frequência o grupo interage com os fãs?

Sébastien: Nós amamos os nossos fãs e queremos estar próximos a eles. É sempre ótimo tuitar após o show e descobrir quem está nos acompanhando, se curtiu a nossa apresentação. Nós adoramos ir para fora do palco, acenar para as pessoas e tirar fotos. Essa música "This Song Saved My Life" é um bom exemplo do quanto a gente gosta de estar próximo deles.

O Simple Plan tem uma boa reputação no showbizz... Não costuma se envolver em escândalos e, no último disco, se preocupou em comunicar mensagens do bem, em captar emoções. Na sua opinião, o poder da música está sendo subestimado, está sendo usado de maneira equivocada?

Sébastien: Bem, eu acho que a música é feita para você sentir alguma coisa. Esqueça os seus problemas, aproveite o momento, perceba que você não está sozinho ou, simplesmente, dance. Eu não acho que todo artista deve estar em uma missão de mudar o mundo e eu não acho que todas as nossas canções foram escritas nesse propósito, mas a música é forte. As pessoas se identificam com ela. E quando você tem esse tipo de poder, você tem a responsabilidade de não deixar essas pessoas que estão ouvindo pra baixo.

Desde 2005, o Simple Plan mantém fundação que ajuda jovens com necessidades, combatendo a criminalidade e evitando o abandono da escola através da prática da música. O grupo tem planos de expandir suas atividades para outros países como o Brasil? Por causa dessa postura de bom-moço, o quinteto se incomoda com comparações com bandas do estilo como o U2?

Sébastien: A comparação é boa! E agora, apesar de estarmos focados em nossa comunidade, em nosso país, nós temos sim algumas parcerias ao redor do mundo como o "War Child", que atua em muitas nações. Nós temos muitos fãs no Brasil e seria uma boa ideia fazer parceria por uma grande causa no Brasil.

A banda tem senso de humor. Em vídeos antigos, observa-se que até em atrasos de voos, os músicos não perdem o humor, uma rara qualidade entre estrelas do pop e do rock... Qual é o segredo para continuar se divertindo depois de tanto tempo na estrada?

Sébastien: Nós, raramente, perdemos a calma. Às vezes, quando estamos muito cansados, nós tiramos uma soneca. Mas nós amamos o que fazemos. Como não amar? E quando se ama o que faz, você deve desfrutar, divertir-se.

Para finalizar, uma curiosidade: quando a banda chega ao Brasil, vocês costumam fazer pedidos especiais como uma comida, um drink em particular? Fazem questão de conhecer os lugares que visitam?

Sébastien: Nós gostamos de caipirinhas e o churrasco brasileiro. Nós provavelmente registraremos partes da viagem. Provavelmente, vocês poderão encontrar algumas fotos on line!

Mais informações

Ceará Music 2012

Festival acontece em 12 e 13 de outubro, no Marina Park Hotel (Av. Castelo Branco, 400 - Centro). www.cearamusic.com.br (3230.1917)

Lollapalooza 2013

Pearl Jam: oficializado headliner no Lollapalooza Brasil 2013

Após muita expectativa, a organização do Lollapalooza Brasil anunciou o line up completo da próxima edição, que acontece de 29 a 31 de março, no Jockey Club, São Paulo. Como se especulava, o Pearl Jam chega mesmo como o headliner do festival. The Killers, Hot Chip, Franz Ferdinand e Black Keys, bandas que a gente também suspeitava, também entraram na grade. A surpresa ficou por conta das belas aquisições do Queens of The Stone Age, The Hives, Flaming Lips e a novata Alabama Shakes. Só não gostamos da "exclusão" do Jack White, presença que era dada como certa! A expectativa de público é de 70 mil pessoas.

Dos brasileiros

O Planet Hemp, liderado por Marcelo D2 (foto), terá sua sobrevida garantida pelo menos até o Lollapalooza 2013. O Agridoce, Vanguart, Vivendo do ócio, Lirinha + Eddie, Criolo, Holger e Ludov também foram anunciados entre as atrações. Veja a programação completa no site www.lollapaloozabr.com

E finalmente!

A venda de ingressos para o Lollapalooza já começou, mas somente para usuários cadastrados no site. O passaporte para os três dias custa R$ 900. Estudantes têm direito à meia, mas só a partir de 15 de outubro, assim como os ingressos unitários, válidos para cada dia.