Matéria-1137436

Montage reloaded

No último fim de semana, o anúncio da volta do Montage pautou os comentários nas redes sociais. Tamanho frisson surpreendeu o próprio Daniel Peixoto, um dos idealizadores do projeto eletropunk, formado em Fortaleza, em 2005, que logo depois estourou em São Paulo e despontou o nome do cantor no cenário pop eletrônico nacional.

"Fiquei muito impressionado com essa repercussão toda. Fomos parar nos trending topics. Meu telefone não parou de tocar. Fiquei muito feliz de saber que as pessoas têm um carinho muito grande. Me sinto agora até um pouco culpado por, na época, não termos justificado o fim do projeto", comenta à coluna Sound.

Confira mais conteúdo exclusivo



Se tinha tanto público, porque a vida útil da dupla durou até 2009? Daniel faz questão de desmentir supostos desentendimentos com o parceiro Leco Jucá, que chegaram a ser veiculados em alguns meios de comunicação. "A gente nunca brigou. Não houve uma despedida oficial. Estávamos há cinco anos fazendo shows, viajando sem parar. Foi o momento. Eu estava prestes a me tornar pai e ele já era pai e queria ficar mais tempo com o filho, em Manaus. A gente sempre se fala, não com a mesma periodicidade de antes, mas o Facebook está aí. Estamos sempre mandando mensagens", explica.

Prova disso é que os dois se reencontraram na capital do Amazonas, onde o cantor apresentou seu primeiro e recém-lançado, "Mastigando Humanos", trabalho solo que contou inclusive com uma faixa produzida inclusive por Leco Jucá ("My love has green lips").

"Conversamos e ele ficou super empolgado. Ele continua sendo produtor musical, mas também tem tocado com projetos no cinema e fotografia. Atualmente, ele está rodando um documentário", afirma.

O primeiro de uma série de shows, que ainda serão confirmados, está marcado para o dia 10 de julho, na Parada Gay de São Paulo. "A gente vai voltar quebrando tudo e em grande estilo!", entusiasma-se ele, que apesar do calor dos acontecimentos, não perde a calma: "Os convites estão surgindo e nós estamos estudando as propostas".

Sobre o "revival", Daniel garante que o retorno do Montage é pontual, por enquanto para uma turnê e um disco. "Ele não vai querer abandonar o trabalho dele como cineasta e nem eu quero a minha carreira solo. O futuro só a Deus pertence. Por enquanto, a gente quer mesmo é se divertir!".

Sobre o álbum, ainda não há previsão de quando vai sair, mas o lançamento deverá ficar a cargo do Abajur Records, o mesmo de "Mastigando Humanos", que chegou à Europa através do selo.

"A ideia é fazer um disco com algumas das melhores músicas do Montage, que a galera até hoje pede nos meus shows solo, e incluir umas duas ou três inéditas para brindar o público. O Leco me disse que já tem umas faixas prontas e eu tenho as minhas composições. Não tenho como precisar quando sai até porque minha agenda está super corrida até 5 de julho, viajando todo o Brasil divulgando o ´Mastigando Humanos´ ".

Dos hits dados como certos entram no CD "Raio de Fogo", "Hi, Oprah", Floor, Floor, Floor", "Money, Success, Fame, Glamour", "Superdrug" e "My Love Has Green Lips".

U2 e Stones em Recife?

Com o sucesso da realização dos shows de Paul McCartney em Recife, começaram logo a circular especulações de que o U2 seria a próxima atração internacional a desembarcar em terras pernambucanas. Entretanto, mais do que empolgação de fãs, os rumores ganharam força. Segundo o site Agenda Recife, André Correia, presidente da Empetur, teria revelado que a banda irlandesa deve vir mesmo à capital, provavelmente em outubro. O diretor da Planmusic, empresa que trouxe o show do ex-beatle à capital, foi mais além: não só o U2 como os Rolling Stones estariam a caminho. Será? Tomara que seja mesmo verdade!

Liberado

A polícia de Belo Horizonte levou pro lado pessoal a música "Dedo na Ferida", cantada por Emicida durante show. O rapper chegou a ser detido por suposto "desacato à autoridade", mas foi liberado no domingo. Além do paulista, Rita Lee foi presa este ano "pelo mesmo motivo". E a liberdade de expressão, hein?

Disco novo em 2013

Richie Sambora, guitarrista do Bon Jovi, disse que o 12º disco de inéditas do grupo já a caminho. "Eu e Jon fizemos ótimas faixas e começamos a trabalhar em cima delas há algumas semanas. Isso deve estar nas lojas no começo do ano que vem", adiantou à revista Rolling Stone americana.