Luan Santana fica em isolamento em casa estúdio no México por conta do Furacão Zeta

No país, ele desenvolve composições para o início da carreira internacional

Antes do furacão. sertanejo chegou a curtir praias mexicanas
Legenda: Antes do furacão. sertanejo chegou a curtir praias mexicanas
Foto: Reprodução/Instagram

Um dia após lançar um manifesto para o "Movimento o Pantanal Chama", Luan Santana manda notícias para fãs e família explicando sobre a dificuldade de comunicação em que se encontra no México. Conforme a assessoria do sertanejo, ele e os produtores estão em uma casa na cidade de Tulum e não podem sair por conta do Furacão Zeta. O grupo está na região desde a última segunda-feira (21). 

"Ontem, o Furacão Zeta chegou ao México entrando por Tulum. Estamos nesse momento sem muita comunicação, mas estamos bem e seguros. Somos muito abençoados por no Brasil não ter problemas e forças da natureza como essa... Em breve estou de volta", avisou o artista ao seu pai e empresário, Amarildo Santana.


Na quarta-feira (28), o furacão deve se aproximar da costa dos EUA. Região de Tulum, em Quintana Roo, já havia sido atingida pelo ciclone Delta no começo do mês. Na madrugada de 7 de outubro, o furacão Delta atingiu a costa perto de Cancún com a categoria 2 (de 5) na escala Saffir-Simpson, não deixando vítimas, apenas danos materiais. A temporada de furacões de 2020 no Atlântico está registrando um recorde de atividade. Zeta é a 28ª tempestade.

Solidariedade

O "Movimento o Pantanal Chama" visa angariar fundos para o combate aos incêndios que devastam todos os anos a maior planície alagada do mundo. Ele está dividido em 4 pilares, que visam o reflorestamento, qualificação dos ribeirinhos para que se antecipem às tragédias, auxilio às ONGs e fundações que atuam na região e muito mais. 

O primeiro ponto, o manifesto, foi lançado nesta segunda (26) e, quem quiser ajudar, pode assinar uma petição online.

Ouça o podcast 'É Hit', com João Lima Neto: 

Powered by RedCircle

Quero receber conteúdos exclusivos do É Hit