Yoga consciente

00:00 · 07.10.2013
Em meio ao lúdico, crianças praticam Yoga e enfrentam as mesmas limitações e desafios dos adultos. Buscam concentração e consciência corporal por meio de posturas que imitam elementos da fauna e da flora

O girassol, aos primeiros raios do sol, começa a ser abrir e quando chega a noite, volta a se fechar delicadamente. Dispostas em círculo com as pernas esticadas em direção ao centro, as crianças imitam as pétalas da flor fazendo movimentos de alongamento e fortalecimento.

Com o auxílio da contação de histórias, o movimento do desabrochar de uma flor motiva os alunos a executarem as posturas. O equilíbrio emocional e físico os ajuda a adquirir autoconfiança, consciência corporal e força fotos: Fabiane de Paula

Com uma linguagem pueril, as posturas (asanas) trazem histórias em que elementos da natureza são os protagonistas, despertando na criança a consciência do todo, colocando-a em contato com seu eu-interior, melhorando sua relação consigo mesma, com o outro e com o ambiente ao seu redor.

Bichos à solta

Esses são os pontos fundamentais da prática para crianças segundo a professora de Yoga, Fabiana Grego, que, há um ano, direciona suas aulas não só aos adultos como também a meninos e meninas. "Muitas aulas são elaboradas com posturas que imitam os bichos. Com o auxílio de histórias, atravessamos o deserto e vemos diversos animais, ou fazemos isso na floresta e até mesmo na praia".

Glória, 10 anos, em postura invertida suspensa (uma variação de Sirshasana)

Os mesmos elementos como posturas, exercícios respiratórios, relaxamento, meditação, mudras (gestos feitos com as mãos) e mantras (músicas) compõem, mas são aplicados de forma lúdica com menor tempo de permanência e número de repetições. São jogos, atividades em dupla, auto-massagem, pintura e contação de histórias, momento em que são trabalhados os preceitos éticos do Yoga, prática milenar desenvolvida pelos indianos há mais de três mil anos, chamados de Yanas e Nyamas.

Livre expressão

As posturas são comparadas a elementos da fauna e da flora como: árvore, montanha, cachorro, gato, cobra, coelho, peixe e outros. "Pela contação de história, desenvolvemos as posturas em um universo infantil, onde as crianças podem ser crianças e assim se expressar", complementa Carina Pinheiro, professora de Yoga para crianças desde 2006.

Afinal, tudo deve ser adaptado e adequado a elas, conforme a faixa etária, o que determina tanto o aspecto físico (grau de dificuldade para execução das posturas) quanto o psicológico (durabilidade do interesse e da atenção).

VICKY NÓBREGA
ESPECIAL PARA O VIDA

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.