Contato

Voo terapêutico da Yoga testa os limites do corpo

00:38 · 23.07.2013
Executada em dupla, a Yoga em Contato trabalha o equilíbrio e a flexibilidade, além dos aspectos sutis das relações

Tradicionalmente, a Yoga é conhecida por seus inúmeros benefícios físicos, psíquicos e emocionais. Não se destina apenas ao corpo como matéria, mas também na sua dimensão energética, mental, intelectual e espiritual, que dá inicio à jornada pessoal em busca da essência. Mas, e se essa procura pudesse ser coletiva e compartilhada? Foi assim que surgiu a Yoga em Contato, cuja principal característica é o trabalho em grupo.

Em dupla: Criz Rodrigues e Marina Carleial executam a postura "Natarajasana", que trabalha as articulações do ombro, o peito e a extensão da coluna
Foto: natinho rodrigues

Paralelo aos benefícios da Yoga tradicional e da AcroYoga (Yoga Acrobática), a Yoga em Contato possui efeitos terapêuticos, uma vez que trabalha com o ganho da flexibilidade, da confiança, da coragem e da calma por meio de posturas desafiadoras, muitas vezes com inversão do fluxo sanguíneo, alongamento com o peso do próprio corpo e treinamento de força.

Além disso, agrega técnicas de dança contemporânea e de jogos coletivos, possibilitando o desenvolvimento de interação e comunicação entre os participantes, principalmente na forma não verbal. "Procuramos desinibir o toque e a expressão corporal de forma que a intimidade física tome uma dimensão comunicativa, cooperativa e curadora", ressalta Criz Rodrigues, acadêmico de medicina e membro do coletivo Yoga em Contato.

Precisão e equilíbrio

Sendo a interação uma das principais vantagens, a prática da Yoga em Contato pode assumir a função de uma terapia de casal, pois amplia o contato físico e aproxima os indivíduos de uma maneira diferente da habitual. Para Criz, trabalhar os aspectos sutis do corpo agrega benefícios às relações, além de ser uma condição divertida de estar com o outro e ampliar o mútuo conhecimento. "O corpo não mente. Qualquer falta de comunicação é prejudicial à atividade, que exige entrega e confiança no corpo do outro", diz.

Por se tratar de uma ação que também envolve condicionamento físico, é necessário que o praticante conheça o próprio corpo e suas limitações, escolhendo posturas mais confortáveis e compatíveis com seu nível de atividade física. Caso o iniciante já realize algum trabalho corporal, seja Yoga, dança ou acrobacia, o aprendizado e os movimentos são facilitados.

Yoga acrobática

Um dos principais treinamentos inclusos no processo da Yoga em Contato é a AcroYoga, ou Yoga Acrobática, que utiliza técnicas tradicionais como a contração dos bandhas (feixes energéticos), dristis (foco do olhar) e pranaiama (técnicas de respiração), além de movimentos e posições acrobáticas. A prática foi cofundada por Jenny Sauer-Klein e Jason Nemer em 2003 e, desde então, vem se difundindo pelo mundo.

Os exercícios acontecem necessariamente em dupla, onde uma pessoa faz o papel de base, ficando embaixo, e outra assume a função de voador, executando posturas em cima. Durante os voos terapêuticos, é usada a linguagem da thai massagem, composta por manipulações em alongamentos passivos e inversão do fluxo sanguíneo, criando um equilíbrio energético.

De acordo com Criz Rodrigues, a thai massagem promove pressões em pontos específicos e alongamento, gerando fluxo de energia e bem-estar. Ela ainda é indicada no tratamento de dores crônicas, redução da pressão arterial, alívio da ansiedade e do estresse, aumento do fluxo sanguíneo e linfático, além de fortalecer a imunidade.

São várias as etapas na execução das manobras (base e voador). É preciso praticar posturas em permanência (voos simples e lentos). Desse modo, o praticante aprimora aos poucos sua capacidade de realizar transições entre posturas, integrando uma na outra com giros (twistes) e trazendo mais fluidez à prática. "Daí a necessidade de condicionamento físico, força e alongamento. A Yoga pode contribuir mas, de um modo geral, não é preciso que as duas sejam feitas juntas", salienta Criz.

Experimentação

O coletivo "Yoga em Contato" surgiu há cerca de um ano, quando a professora de Yoga Ludimilla Cançado, de Santa Catarina compartilhou com amigos cearenses seus conhecimentos e experiências sobre a AcroYoga, adquiridos com professores dos Estados Unidos, México, Argentina e Espanha. A partir daí, o coletivo foi ganhando forma, agregando linguagens de várias vertentes e integrando elementos além da Yoga e da AcroYoga, como o contato, a improvisação e a dança contemporânea.

Há alguns meses, em parceria com Espaço Clara Luz, o grupo desenvolve workshops aos interessados na prática. As aulas têm como objetivo estimular o autoconhecimento e o desenvolvimento pessoal por meio de expressões corporais. Em agosto acontece a oficina "Yoga em Contato - AcroYoga, movimentos lúdicos e outros divertimentos" (yogaemcontato@gmail.com), ministrada por Ludimilla Cançado e Criz Rodrigues.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.