Manobras

Treinamento proprioceptivo

22:51 · 19.11.2011
( )
As manobras podem ser realizadas em diferentes superfícies e vários tipos de materiais
As manobras podem ser realizadas em diferentes superfícies e vários tipos de materiais ( Arquivo )
O treinamento proprioceptivo tem sido utilizado para fortalecer o sistema de equilíbrio corporal e, conforme David Marques, consiste em causar desequilíbrios ao corpo de forma organizada, para que haja uma resposta do sistema nervoso central.

"Para exercitar o equilíbrio é preciso iniciar com posições que gradualmente reduzam a área de apoio dos pés, ficando apoiado em um pé só. O indivíduo deve permanecer na posição de desequilíbrio de 10 a 30 segundos e repetir por três séries cada exercício", explica.

Os materiais utilizados são simples e podem incluir desde bases instáveis, balanços, bolas, bandagens elásticas até bosu, balance beam, dentre outros. "Ou ainda, pode-se realizar o treinamento sem nenhum tipo de material, adotando diferentes posições determinadas pelo profissional responsável", informa David Marques.

Ele diz que, para exercitar o equilíbrio é preciso iniciar com posições que gradualmente reduzem a área de apoio dos pés, ficando apoiado em um pé só. O indivíduo deve permanecer na posição de desequilíbrio de 10 a 30 segundos e repetir por três séries cada exercícios.

Resultados

Para que sejam obtidos resultados satisfatórios, o indivíduo deve treinar de três a cinco vezes por semana, com supervisão de um fisioterapeuta ou professor de educação física que irá estruturar um programa que determine a intensidade, controle todas as variáveis e respeite as particularidades de cada indivíduo.

Pessoas com crise de labirintite, obesos e gestantes, no entanto, devem evitar este tipo de treinamento. De acordo com o personal trainer, geralmente após oito semanas, o indivíduo já apresenta resultados positivos. "O treinamento deve ser continuado e com intensidade e complexidade crescente, seguindo o principio da sobrecarga, o que garante uma evolução constante.

Os benefícios são vários e atingem desde o idoso até atletas de alto rendimento. A coordenação e o equilíbrio são necessários para que se aprenda e desempenhe gestos motores complexos. "Tudo isso pode ser melhorado com o treinamento", completa.

Adaptações para casa

Banheiro: colocar tapetes emborrachados ou faixas adesivas antiderrapantes no chão. Barras de apoio perto do vaso sanitário facilitam o ato de sentar e de se levantar e, no chuveiro, auxiliam os movimentos. Para que o sabonete não escorregue da mão e caia, colocá-lo dentro de uma meia fina de nylon e amarrá-la na torneira;

Corredores: tapetes estão totalmente proibidos. O caminho deve estar sempre iluminado e, para isso, o ideal é ter interruptores em vários pontos do corredor;

Escadas: a instalação de corrimão nos dois lados é essencial para que o idoso possa subir e descer sem medo;

Quarto: a cama deve ter uma altura entre 45 e 50 cm e o idoso deve conseguir colocar os dois pés no chão. O criado-mudo precisa estar 10 cm acima da cama, e preferencialmente fixado na parede. Cadeiras são importantes para auxiliar na hora de calçar sapatos e meias;

Cozinha: deixar à mão os utensílios mais usados. É preciso evitar guardar coisas em lugares muito altos ou muito baixos;

Sala: nunca deixar fios em locais visíveis, optando fixá-los na parede.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.