DIAGNÓSTICO

Tratando a doença celíaca

13:11 · 06.03.2011
O maior desafio do paciente celíaco é seguir uma dieta sem glútem, proteína presente no trigo, cevada e centeio
O maior desafio do paciente celíaco é seguir uma dieta sem glútem, proteína presente no trigo, cevada e centeio ( )
( )
Entenda como o glúten ataca o sistema imune, danificando a mucosa do intestino

Perda inexplicável de peso, anemia, hipoglicemia, erupções na pele, enxaquecas, náuseas, dores no estômago sem razão aparente, gestações difíceis, fadiga. Estes são alguns dos efeitos que a doença celíaca pode provocar quando não diagnosticada corretamente.

Este foi o caso da norte-americana Melanie Herreing, funcionária da Clinica Mayo (Jacksonville/USA), que durante anos tratou cada uma dessas doenças separadamente, sem resultados. Inicialmente, Melanie recebeu diagnóstico de doença autoimune, como o lúpus. Mas não era o caso.

Para lidar com essa situação, Melanie procurou levar uma vida saudável, com mudança da dieta para alimentos integrais e começou a treinar para uma maratona. Mas os sintomas digestivos persistiram. Foi, então, submetida a endoscopias digestivas, exame do estômago e de tecidos do intestino delgado. Após os procedimentos, soube que a origem de anos de problemas, aparentemente sem conexão, era a doença celíaca.

Em pacientes com a doença celíaca, o glúten, uma proteína presente no trigo, cevada e centeio, provoca o ataque do sistema imunológico, danificando a estrutura vilosa da mucosa no intestino delgado. "O dano causado pelo sistema imunológico ao revestimento intestinal resulta na perda de vilosidade da mucosa e em menor capacidade das células de absorver nutrientes vitais", diz o gastrenterologista John Cangemi.

"Com a mesma frequência que a doença passa despercebida em muitos exames médicos, os diagnósticos podem ser feitos sem comprovação suficiente, sujeitando os pacientes a uma dieta muito austera, por razões erradas", diz Cangemi. É necessário fazer uma biópsia para confirmar a doença celíaca.

O aspecto mais importante do tratamento é a dieta. Geralmente, uma alimentação sem glúten alivia os sintomas da doença e restaura a aparência normal - ou quase normal - do intestino delgado. Informações: intl.mcj@mayo.edu.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.