Medidas

Resistir à vontade de doces é um começo

00:34 · 24.09.2013
Mas o que fazer quando bate uma vontade insaciável de comer doce? Segundo a nutricionista Iria Camargo, que atua no acompanhamento de cirurgia bariátrica, estudos comprovam que pessoas ´viciadas´ em doces devem consumi-los após as principais refeições na forma de sobremesa. Isso porque, a sensação de saciedade reduz o desejo por doces. A prática de uma atividade física auxilia nesse processo, uma vez que a ingestão de doces está relacionada a fatores hormonais.

Iria Amorim: Por vezes, a quantidade descrita é menor do que a que está no rótulo, daí a necessidade de atentar para o volume das porções Foto: Helosa Araújo

"Há também pesquisas que defendem que, quanto mais se resiste à fissura em comer doces, mais enfraquecida ela se torna. Por isso, tenha sempre em mente: se esperar, a vontade irá diminuir. Pare e pense ´Se eu resistir, isso vai passar´. Os estímulos visuais devem ser evitados e, caso não consiga conter-se mesmo assim, consuma frutas, doces por natureza e ricas em fibras", esclarece.

Os chocolates diet são destinados às pessoas com patologias específicas que não permitem o consumo de açúcares, a exemplo dos diabéticos. O teor calórico deste produto, apesar de diet, está acima se comparado ao chocolate comum, devido à quantidade de gorduras presentes na sua composição; isso ocorre porque ao retirar o açúcar é necessário acrescentar ou aumentar outro item para manter sua consistência. "Para quem busca emagrecimento e saúde, o ideal são os chocolates mais amargos ou com 70% de cacau, que possuem quantidades reduzidas de açúcares, além de serem antioxidantes", diz.

Bebidas doces

Aos aficionados por refrigerantes nunca é demais lembrar que esse produto não contém nenhum nutriente ou promove benefícios ao organismo. "Seja na versão normal, diet ou light, o líquido é desprovido de nutrientes que o corpo precisa para o bom funcionamento do metabolismo. Não é uma questão de presença ou ausência de açúcares que agrega calorias à bebida, mas de nutrientes essenciais para que as reações químicas no nosso corpo possam acontecer", afirma Iria Camargo.

As gorduras trans (consumo não deve ultrapassar 2g/dia) está nos industrializados em geral, a exemplo dos produtos de panificação FOTO: AGÊNCIA DN

Além disso, a presença de ácido fósforico ocasiona uma competição do fósforo com outros nutrientes impedindo a absorção dos mesmos. Caso do cálcio (essencial para a manutenção óssea, crescimento infantil, metabolismo de hormônios que ajudam a controlar o acúmulo de gordura).

Suco de ´caixinha´

Diante disso, é comum optar por sucos de caixinha. Engano pensar que são opções práticas e saudáveis. Eles possuem alto teor de açúcar. "Não faz diferença se for néctar, suco de caixinha ou em pó, todos podem ser ricos em açúcar, ter muitos conservantes, corantes e não conter todas as vitaminas encontradas na fruta. O ´suco natural´ industrializado, por exemplo, pode apresentar até duas colheres de açúcar para cada 200 mililitros", diz.

Para sair desse impasse, recomenda-se sempre o suco fresco, da fruta in natura, que deve ser consumido logo após o preparo para que a vitamina C presente nas frutas não se perca com facilidade. Embora o mercado disponibilize alguns tipos de sucos orgânicos sem adição de açúcares, "o problema está no preço que costuma ser até 200% mais caro que os sucos de caixinhas mais consumidos atualmente.

Barrinhas

Lanches práticos e com prazo de validade mais extenso, as barrinhas de cereais caíram no gosto dos consumidores, pois fornecem saciedade e estimulam a mastigação. De um modo geral, são energéticas por serem fontes de açúcares e gorduras. Também regulam o funcionamento intestinal devido à presença de fibras, mesmo que em pequenas quantidades (por vezes apenas um grama), quando a recomendação diária de fibras varia de 25 a 30 gramas.

Por esses aspectos, seu consumo é sugerido para antes dos treinos. Diante da variedade, a leitura correta dos rótulos é a saída para uma boa escolha. Algumas são isentas de glúten (celíacos), outras dietéticas (diabéticos), enquanto há tipos antioxidantes. A nutricionista destaca que lanches naturais devem ser prioridade, mas uma vez que é feita a escolha pela barra de cereais, é preciso ter em mente que o excesso é o prejudicial em tudo que se consome.

Gordura boa

Elas podem ser saturadas, insaturadas, trans e poliinsaturadas. No caso da trans, lembrar que essa gordura não é necessária ao organismo e quando consumida em grandes quantidades pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares (seu consumo não pode ser superior a 2g/dia). Está nos industrializados como margarinas, cremes vegetais, biscoitos, sorvetes, produtos de panificação, alimentos fritos e produtos salgados que utilizam gorduras vegetais hidrogenadas na sua preparação.

Já as gorduras saturadas, presente em alimentos de origem animal (carnes, pele de frango, queijos, manteigas), não deve ultrapassar 10% da quantidade de gorduras totais por dia. O consumo de gorduras insaturadas e poliinsaturadas deve ocorrer, sendo de 6% a 10% a indicação para monoinsaturados e o restante para poliinsaturados (ômega 3 e 6). A ingesta adequada de ácidos graxos essenciais garante o desenvolvimento neuronal e a proteção cardiovascular.

FIQUE POR DENTRO

A difícil escolha entre os itens diet e light

Alimentos diet e light ainda geram dúvidas na hora da escolha, cabendo ao consumidor observar os dados contidos na embalagem com uma atenção redobrada.

A definição de light é empregada em produtos que apresentam redução mínima de 25% de determinado nutriente ou calorias se comparado com o item convencional. Já o diet é aquele empregado em dietas de restrição de algum nutriente, ou seja, isento dele, destinado a patologias específicas.

"O light não é indicado para portadores de diabetes, colesterol elevado, celíacos ou fenilcetonúricos. Se o alimento light apresentar eliminação do nutriente, por exemplo, açúcar, só assim poderá ser consumido pelos diabéticos. Por outro lado, esclarece a nutricionista, o diet não necessariamente apresenta uma diminuição significativa na quantidade de calorias, devendo ser evitado por quem busca perda de peso", enfatiza.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.