hora do chá

Quando e como consumir

00:00 · 20.01.2014
Seja branco, verde, vermelho ou preto, o chá só deve ser incorporado à dieta quando consumido de forma correta. Os efeitos benéficos da preparação estão relacionados à presença de altas concentrações de flavonoides, cuja ação é antioxidante

Quando se pensa em chá logo se associa a benefícios à saúde e a perda de peso. Sem critérios, se é industrializado ou da planta in natura, o consumo de chá é visto como algo sem regras ou limites. No entanto, não é bem assim. Não é pelo fato de ser chá que a bebida é saudável.[TEXTO] Isso depende de variantes individuais como frequência e idade, entre outros aspectos.

Para uso terapêutico são indicadas três xícaras/ dia (sem a adição de açúcar). foto: Reprodução

“Nem todas as ervas podem ser indicadas para bebês e crianças. Em pessoas que têm uma determinada doença, como disfunção na tireoide, por exemplo, o consumo de chá verde, preto, branco e vermelho (todos provenientes da Cammelia Sinensis) pode interferir na formação dos hormônios tireoidianos”, afirma a nutricionista Paola Nunes, especialista em Nutrição Clínica Pediátrica, pós- graduada em Nutrição Clínica Funcional.

O lado vilão

O chá pode ser vilão algumas vezes, especialmente quando a erva é utilizada de forma errada. A nutricionista destaca que é um engano esperar ação termogênica do chá verde industrializado, na forma de bebida gaseificada com açúcar ou adoçante. Seu efeito não será o mesmo do obtido quando o chá é preparado com a erva seca em infusão com água mineral, saudáveis ao organismo. Cada tipo de planta exercerá um resultado específico e, geralmente, os benefícios estão relacionados à presença de altas concentrações de flavonoides, que proporcionam ação antioxidante.

Uso terapêutico

Paola Nunes ressalta que, para o uso terapêutico destas ervas, é necessário, algumas vezes, ingerir até três xícaras por dia, sempre sem o uso de adoçantes. O açúcar, por ser um nutriente que o corpo reconhece, ganha preferência na hora de ser absorvido, já o fitoquímico (presente na planta) acaba sendo absorvido em menor quantidade.

Para fins favoráveis ao organismo o melhor é utilizar a erva seca ou a casca, pois os chás em sachês permitem a passagem de pouco ou nenhum composto bioativo. No momento da infusão, a água deve estar sempre quente, pois é o calor que favorece a extração dos compostos salutares à saúde. Coado, aí sim o chá poderá ser levado à geladeira ou consumido em temperatura ambiente.

Vicky Nóbrega
Especial para o Vida

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.