DIETA

Proteina da soja nos vários estágios do crescimento

17:55 · 02.07.2011
Dr. Mauro Fisberg é professor da Unifesp e coordenador científico da International Life Science Institute Brasil
Dr. Mauro Fisberg é professor da Unifesp e coordenador científico da International Life Science Institute Brasil ( FOTO: ARQUIVO )
( )
PORQUE A SOJA É UMA OPÇÃO PARA SUPRIR AS NECESSIDADES DE PROTEÍNA DO ORGANISMO

Autor de oito livros sobre nutrição e pediatria, o pediatra e nutrólogo Mauro Fisberg é coordenador clínico do Setor de Medicina do Adolescente e chefe da Disciplina de Especialidades Pediátricas do departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina. Informa que produtos que contêm proteína de soja são uma fonte de todos os aminoácidos essenciais, sendo que muitos são fortificados com vitaminas e minerais.

Por que o leite de vaca e as bebidas de soja são recomendadas apenas para crianças acima dos 2 anos?

O leite materno é a melhor opção alimentar para lactentes nos primeiros meses de vida, e a partir do sexto mês inicia-se a alimentação complementar(transição liquida para pastosa e depois para sólida), chegando ao final do primeiro ano com a dieta mais parecida com a dos adultos. No caso de abandono do leite materno, devem-se utilizar produtos especiais para os bebês (fórmulas), que são derivados lácteos ou de soja, com adaptações na proteína, gordura, açúcares, vitaminas e minerais, para que sejam funcionalmente parecidos com o leite materno. O leite de vaca sem modificação não deve ser utilizado até o final do primeiro ano (por conter pouco ferro), e poder causar alergias, além de não ser nutricionalmente adequado. Uma fórmula láctea ou de soja não é igual ao leite de vaca ou uma bebida de soja sem modificações. A partir do primeiro ano, há possibilidade de uso de leite de vaca integral ou bebidas de soja sem problemas em crianças que não tenham alergia.

Qual a diferença entre fórmula infantil de soja e o extrato de soja, popularmente conhecida como bebida de soja?

A fórmula infantil de soja é nutricionalmente adequada para a alimentação do lactente nos primeiros meses de vida, e tem enriquecimento de cálcio, vitaminas e minerais. As bebidas de soja, sob a forma de produtos parecidos com leite ou com a adição de soja, não tem adaptação para crianças pequenas. No caso das bebidas, vale a pena comparar o valor nutricional dos produtos disponíveis no mercado para avaliar a qualidade e benefícios nutricionais de cada um.

E no caso das crianças com alergia ao leite de vaca?

Um número pequeno de crianças que apresenta alergia à proteína do leite de vaca, pode apresentar também alergia à soja. Aproximadamente de 20 a 50% das crianças com alergia à proteína de vaca podem também ser alérgicos à proteína vegetal e não devem receber este produto. Esta situação é diferente da intolerância ao açúcar do leite de vaca (lactose), em que estas crianças podem receber fórmulas ou produtos de soja, que não contém lactose.

Quais as porções de leite de soja são consideradas ideais para uma dieta saudável?

Tudo dependerá da quantidade de cálcio que o produto apresente, que é o principal problema na substituição de derivados lácteos, já que estes produtos são a fonte mais adequada deste mineral essencial para o crescimento. A proteína de soja é equivalente à do leite, e permite o crescimento adequado de crianças sem prejuízos. Se aos seis meses as crianças recebem alimentação de três em três horas, aos passar esse período, com a introdução de almoço, lanches e jantar, o volume de mamadeiras varia de 5 ate chegar a 3 porções diárias. Em crianças maiores, usualmente as bebidas lácteas ou de soja com cálcio, são utilizadas duas a três vezes ao dia para garantir o aporte proteico e de cálcio e de outros nutrientes.

A soja pode ser uma opção quando se quer aumentar a quantidade de proteína sem ampliar a porção de alimentos de origem animal?

Por se tratar de uma proteína vegetal de boa qualidade, com alto valor biológico, permite um crescimento e desenvolvimento semelhante ao de outras fontes animais. Devemos lembrar que usualmente o volume de proteínas que a criança recebe é na maioria absoluta delas, adequado. No entanto, as de baixo valor biológico (de alguns vegetais) não fornecem o valor necessário para o ganho de peso e estatura, além das funções gerais do organismo. O ideal é ter proteínas de valor biológico adequado e não volumes elevados.

Qual o valor nutricional da soja e a quantidade média indicada para cada porção?

A soja agrega muitos benefícios nutricionais: quase 40% do grão da soja é composto por proteína de alta qualidade. A proteína de soja contém os nove aminoácidos essenciais, e possui o mais alto PDCAAS (é uma medida da qualidade da proteína que avalia a digestibilidade e disponibilidade de aminoácidos essenciais) possível de uma proteína. Assim, a proteína de soja tem a mesma qualidade proteica que leite e ovos, sendo maior que da carne. Além disso, é uma proteína vegetal e, portanto, naturalmente isenta de colesterol. Outro ponto importante é que a soja é livre de lactose e, assim, apropriada para crianças e adultos com intolerância à lactose ou alergia à proteína do leite.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.