tabagismo

Programa do HM abre novas vagas

00:50 · 04.06.2013
A partir deste mês, o Programa de Controle ao Tabagismo do Hospital de Messejana (HM) abre novas vagas para os interessados em receber tratamento contra o fumo. Desde de 2002, o programa já atendeu cerca de 2.500 pacientes e, hoje, mais de 200 pessoas que estão na fila de espera estão sendo chamadas para dar início ao tratamento.

Ações como o Programa Nacional de Controle ao Tabagismo, do Ministério da Saúde, possibilitou novos centros de referência e tratamento, diminuindo a prevalência de 35%, em 1989, para 15% nos dias atuais FOTO: AGÊNCIA DN

De acordo com a médica pneumologista Penha Uchoa, coordenadora do programa, o Hospital de Messejana possui elevada demanda de atendimento de portadores de doenças crônicas torácicas associadas ao tabagismo, sendo referência entre os centros terapêuticos em todo o Brasil.

Público alvo

Do total de pacientes atendidos (sendo os adultos o público alvo), cerca de 65% são mulheres. A maioria tem idade média de 47 anos de idade e que fumaram cerca de 33 anos. "Os motivos para deixar de fumar são múltiplos mas, em especial, pela preocupação e o medo de adoecer. Mesmo aqueles que já se encontram doentes buscam por uma boa qualidade de vida, longevidade, ou por haverem sido solicitados por médicos e familiares", relata Penha Uchoa.

A maioria procura o programa do HM visando a prevenção, enquanto um terço dos pacientes já apresentam doenças crônicas graves, como efisema, bronquite crônica, câncer ou infarto.

O tratamento é baseado em abordagem comportamental e terapia medicamentosa para o alívio da síndrome de abstinência. Segue diretrizes nacionais e internacionais baseadas na mudança de comportamento. É quando o indivíduo fumante passa a dominar a situação, assumindo a identidade de um ser não fumante.

"Ao se inscrever no programa, o paciente passa por uma entrevista médica, onde são avaliadas as razões para deixar de fumar, as motivações que levaram a tal atitude, comorbidades, grau de dependência tabágica e possíveis contraindicações ao uso de medicamentos", pontua Dra. Penha.

Tendo iniciado o processo, a alta é concedida após um ano. Na primeira metade do tratamento, os pacientes são acompanhados semanalmente até deixarem o vício. Além disso, participam de encontros presenciais a cada 15 dias até completar seis meses. Após esse período, são assistidos à distância pela equipe médica.

Novas Vagas

O programa realiza duas campanhas de inscrição: uma com início neste mês e outra em agosto. As senhas serão distribuídas para que os processos de convocação e tratamento sejam iniciados a partir de 2014. Para participar, é preciso levar cópia do RG, CPF, comprovante de residência e uma foto 3x4 ao local do serviço, no Hospital de Messejana.

Mais informações:
Programa de Controle do Tabagismo - Hospital de Messejana
Tel: (85) 31014062
Site: www.hm.ce.gov.br

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.