Segurança

Por práticas com menos trauma e risco

00:23 · 16.04.2013
Sentir dor não é normal. Deve-se buscar a origem e o tratamento certo FOTO: LUCAS DE MENEZES

Identificada a dor, o passo seguinte é procurar ajuda médica para o diagnóstico, o tratamento e a adaptação do exercício a esta condição do corpo. Quando a dor é causada por fadiga, é indicado aumentar o período de descanso, ajustar a carga e somente depois realizar um novo treinamento.

No entanto, quando não se sabe sua origem e esta assemelha-se a uma lesão ou um incômodo frequente, a queixa deve ser investigada e os exercícios, imediatamente suspensos. "Dores intensas não significam melhores resultados. Pelo contrário, estímulos extremos podem representar riscos", alerta Elivan Júnior.

Precauções

Os cuidados devem ocorrer antes, durante e após a prática. Antes de qualquer exercício, o indivíduo deve ser submetido a uma avaliação médica, cujas informações devem ser repassadas ao educador físico, a quem caberá estabelecer um plano de treinamento. Novas avaliações são essenciais, pois os ajustes possibilitarão equilíbrio durante o treino.

A partir daí, o educador físico pontuará os picos de cansaço, a fim de promover uma dor muscular mínima. O objetivo é tornar as primeiras sessões um tempo para melhorar a coordenação motora, a postura e a execução dos exercícios.

Outro ponto importante é a supervisão contínua no tocante à experiência e às restrições do praticante. Após o treino, é necessário rastrear fatores que possam comprometer o descanso e a alimentação, como também as patologias, a fim de evitá-los ou amenizá-los.

Dores frequentes

Entre as reações comuns está a dor desviada ou insuficiência circulatória aguda. Ela se dá quando o esforço físico é maior que a capacidade do coração de aspirar todo o retorno venoso a si, gerando um excesso de sangue pobre em oxigênio em alguns órgãos. Causa dores e desconforto na região do fígado (lado direito) ou no baço (lado esquerdo), gerados por exercícios contínuos (corrida e ciclismo) de intensidade moderada a alta.

A cãibra (contração involuntária de um músculo) ocorre durante a noite ou ao longo de exercícios extenuantes. Costuma acometer quem não possui um condicionamento físico adequado, sendo causada por fadiga ou deficiência de algum nutriente vital na contração muscular.

Duração

72 horas é o tempo máximo de duração de uma dor causada por fadiga. Ocorre quando o praticante realiza exercícios sem o preparo físico adequado.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.