open air

Pilates sobre as águas

00:00 · 04.11.2013
As posturas de pilates e yoga tradicionais recebem nova leitura sobre pranchas de stand up paddle

O balanço das águas, o olhar contemplativo que encontra o céu e uma prancha de stand up paddle (Sup). Tudo isso aliado à prática de pilates, método de condicionamento físico e mental que proporciona o alongamento e o fortalecimento da musculatura do corpo de forma integrada e individualizada.

Postura com bola na prancha tonifica a musculatura e favorece o equilíbrio Foto: Helosa Araujo


Foi a combinação desses elementos que deu origem, nos Estados Unidos, ao sup pilates, modalidade que reinventa o stand up paddle e o Pilates tradicional com o uso da prancha na prática das posturas. Não demorou para que chegasse ao Brasil, onde é praticado há cerca de 10 anos e, em Fortaleza, mesmo recente, tem atraído cada vez mais adeptos.

Aqui, o local escolhido é a Lagoa do Colosso, bairro Edson Queiroz, onde o projeto Sup Pilates Brasil reúne, todo fim de semana, cerca de 10 alunos por turma. "A aula tem uma hora de duração e segue o mesmo esquema do pilates realizado em um studio", explica a fisioterapeuta Elayne Vieira, criadora e também professora do projeto.

Assim como no pilates e no yoga tradicionais, são vários os benefícios. O controle dos gestos corporais e da coordenação motora; o condicionamento neuromuscular (com o aumento da força e da resistência muscular); o aumento do controle proprioceptivo (a melhora na condição de controlar a posição das articulações e a precisão dos gestos), bem como a firmeza ao realizá-los. "Aumentam também a autoestima e a coragem, por se tratarem de atividades desafiadoras, principalmente nos níveis mais elevados de execução", afirma Walter Cortez, professor do curso de Educação Física da Universidade de Fortaleza (Unifor) e diretor técnico da Associação de Stand Up Paddle do Ceará.

A maior parte dos exercícios são originados do pilates solo. O diferencial é que a prancha é utilizada como superfície para a realização das posturas. A instabilidade que ela proporciona favorece o praticante, pois maximiza a potência da atividade. E se a outra proposta do pilates é oferecer uma nova forma de se relacionar com o ambiente, os exercícios sobre a prancha, feitos geralmente em grupo e com a adaptação de aparelhos, garantem o encontro entre amigos e redescobertas de uma Fortaleza de muitas cores e belezas naturais. "Trata-se de uma atividade ´open air´",destaca a fisioterapeuta Elayne Vieira.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.