REFLEXO

Pele expressa emoções e perdas

01:33 · 24.07.2011
( )
( )
Cuidado: a pele possui forte significado para o entendimento do comportamento humano

O estado emocional pode desencadear várias manifestações orgânicas, sendo a pele uma das principais formas de expressar diferentes tipos de perdas, conflitos, carências, identidade, estresse, alterações hormonais, entre outros. Segundo a psicóloga Cíntia Figueiredo, especialista em terapia analítico-comportamental, "a importância social da pele é uma questão relevante no que diz respeito aos aspectos psicológicos".

No que concerne à Psicologia, qual a representação da pele para o indivíduo ?

A pele tem um grande significado para cada um de nós, além de representar uma área do nosso corpo, fica bastante visível aos outros. Assim, a importância social da pele é algo que destacamos como uma questão relevante no que diz respeito aos aspectos psicológicos. Por estar bastante exposta, tendemos a nos preocupar sobre "o que a nossa pele está falando sobre nós", se temos cicatrizes, doenças, marcas, manchas, tatuagens, piercings, maquiagens e se estamos bronzeados ou não. As pessoas constroem pensamentos sobre nós a partir dos sinais que damos a elas, e alguns destes sinais (que queremos mostrar e esconder) estão visíveis na nossa pele.

Como o estado psicológico pode se manifestar através da pele? Quais as relações existentes entre fatores psicológicos e algumas doenças de pele?

Segundo a análise do comportamento, uma abordagem da psicologia, o organismo funciona como um todo, ou seja, não há distinção entre mente e corpo. Algo que afeta um organismo vai manifestar-se de diferentes formas, sejam elas psicológicas ou físicas, como as doenças de pele. Por exemplo, se vivemos situações de estresse, poderá ocorrer alguma manifestação na pele e/ou em outros órgãos do nosso corpo, como doenças oportunistas relacionadas à deficiências no sistema imunológico.

Como deve ser feito o tratamento de uma doença causada por componente psicológico ( psicodermatose)?

Através do tratamento médico, sendo acompanhado por um especialista na área, assim como do tratamento psicológico, que envolve o uso de instrumentos e de técnicas psicológicas. O plano terapêutico é traçado de acordo com as características de cada paciente, tornando o tratamento individualizado de forma a aumentar a sua eficácia.

Muitas pessoas demonstram cuidados estéticos excessivos. Até que ponto tais cuidados podem ser considerados normais? Quando passam a ser vistos como distúrbios psicológicos?

O cuidado estético representa uma forma de buscar passar uma imagem melhor e mais saudável. Está relacionado a uma preocupação social sobre o que o outro vai pensar sobre cada um de nós. A cultura influencia diretamente este comportamento de atenção ao aspecto estético, direcionando o que é considerado belo e suas relações com o ambiente. A importância de ter um cuidado estético saudável está nas relações sociais de forma geral, favorecendo a socialização e aprendizagem. Porém, há casos em que o excesso de preocupação com a estética prejudica a saúde, podendo configurar-se como uma patologia. O critério é o sofrimento do paciente. Quando o cuidado com a beleza começa a causar sofrimento no paciente ou em pessoas que convivem com ele, podendo até mesmo impedir a realização de tarefas diárias, torna-se necessário buscar ajuda de profissionais para melhorar as condições de saúde.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.