Efeito platô

O peso reduz até certo ponto e, de repente, para

00:24 · 09.07.2013

A dieta começa e os hábitos alimentares se adaptam ao saudável, tudo parece eficaz, mas de repente a redução de peso emperra. É o que caracteriza o chamado efeito platô. Segundo a nutricionista Rafaelle Santiago, especialista em nutrição oncológica e mestre em nutrição e oncologia, o efeito platô é a dificuldade de perder peso após algumas semanas em uso de uma alimentação com restrição calórica.

Uma das causas dessa ação pode ser levada pela restrição calórica exagerada (entre 800 a 1000 calorias), que provoca malefícios à saúde e não é recomendada. “O aumento de calorias nesse momento é essencial para que o corpo se readapte com uma nova quantidade de alimento, sendo necessário ser recalculado o plano alimentar, diminuindo as calorias de forma adequada para que, assim, o corpo comece a responder novamente e obtenha sucesso com uma perda de peso”, afirma.

Por isso, Rafaelle Santiago destaca que, antes de iniciar uma dieta, o primeiro passo é procurar o nutricionista para que ele desenvolva um plano alimentar adequado às necessidades calóricas de cada organismo e individualizado, com variedade de alimentos que atendam às preferências e tolerâncias desse indivíduo. Outro item indispensável é realizar exercício físico específico para perda de peso, principalmente porque acelera o metabolismo. A supervisão do educador físico é fundamental.

O terceiro e último aspecto que a nutricionista pontua é a determinação para alcançar o objetivo final. “Mantenha a força de vontade e não desista se houver a estabilização do peso”.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.