ESTUDO

Nutrição do paciente internado é essencial

18:27 · 13.08.2011
Estudo realizado com o apoio da Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral avaliou o conhecimento de médicos residentes sobre a terapia nutricional que deve ser aplicada nos pacientes internados. Foram avaliados 35 médicos residentes de 10 áreas cirúrgicas distintas do Hospital São Paulo. 71,4% dos participantes tinham mais de dois anos de residência médica: 51,4% negaram presença de alguma equipe multiprofissional de terapia nutricional.

Foi aplicado um questionário sobre itens de uso da terapia; e apenas 21,6% dos participantes se mostraram seguros sobre o procedimento correto. O estudo será apresentado em setembro no 33º Congresso Europeu de Nutrição Clínica e Metabolismo, na Suécia, e em novembro no Congresso Brasileiro de Nutrição Parenteral e Enteral, em Curitiba. "Isso mostra a necessidade de um trabalho intenso nas universidades e hospitais para destacar a importância dessa terapia no sucesso do tratamento", diz o presidente da SBNPE Dr. Celso Cukier.

Segundo estudos anteriores, a desnutrição hospitalar atinge cerca de 50% dos pacientes internados. Destes, mais de 70% desenvolvem complicações e, por causa disso, o valor do tratamento aumenta 60% em média. "A aplicação correta da terapia nutricional no paciente é fundamental para reduzir o tempo de internação e de possíveis complicações. Para cada R$1 investido em nutrição hospitalar, há uma economia de R$4 no tratamento", diz Dr. Cukier. Estima-se que 80% dos doentes em terapia intensiva morrem por infecção e a maioria tem a desnutrição como fator coadjuvante.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.