Geoterapia

Método regenera o equilíbrio corporal

01:08 · 26.03.2013

No rosto, a argila age como máscara facial; no peito, como expectorante; nos rins, contra inflamações provenientes de cálculos renais FOTO: WALESKA SANTIAGO

Da argila também se extrai benefícios. Conforme a naturóloga Ivonete Sena, a concentração de determinados minerais na argila, combinados sabiamente pela natureza, confere-lhe qualidades especiais. A ação curativa da terra se dá pela presença de componentes químicos, como manganês, magnésio, alumínio, ferro, sílica, titânio, cobre, zinco, cálcio, fósforo, potássio, boro, selênio, lítio, níquel, sódio, óxidos alcalinos e umidade; e ainda pelos constituintes geológicos, que variam de um lugar a outro como o quartzo, o feldspato e a mica.

Um tratamento holístico, natural, fundamentado na ação regeneradora da Terra, a Geoterapia vai além da utilização da argila, incluindo também elementos como areia, barro, lama, pedras e cristais. Segundo Ivonete Sena, as qualidades terapêuticas dessas substâncias variam conforme os diferentes tipos de energia que possuem.

"Os cristais são ativados pela energia dos raios solares, desencadeando um processo vitalizador para o corpo. Já o barro e a argila, determinados pelo campo magnético vibratório do planeta, são impregnados por esta força. Por fim, a pedra possui a energia estrutural derivada da própria terra", explica.

Prevenção complementar

Essas características desintoxicam e regeneram o equilíbrio corporal. Por esse motivo, a Geoterapia possui caráter preventivo como também auxilia no tratamento complementar de várias enfermidades. Ivonete esclarece que por ser o elemento de maior destaque nessa terapia, a argila é eficaz no tratamento de inflamações, edemas e inchaços, além de absorver toxinas, principalmente da pele e de mucosas, eliminando-as do corpo.

Quanto aos benefícios da argila, a terapeuta naturista acrescenta: "Ela ameniza a retenção de líquidos, absorvendo, por capilaridade, água, secreções e toxinas. Isso revitaliza os tecidos enfermos, oferecendo força e energia às células do corpo. Sua boa condutividade calórica promove a distribuição ou retirada do excesso de calor interno, sendo útil para inflamações. Também retém gases tóxicos acumulados pelo intestino", destaca.

Com isso, a substância apresenta efeitos anti-inflamatório, absorvente, analgésico, antitraumático, antitóxico, regulador orgânico, tonificador, estimulante, antitumoral, antisséptico, antirreumático, anti-infeccioso, cicatrizante, emoliente, vitalizante, refrescante, purgativo e antirrisêmico (contra as rugas).

A terapia acontece com a aplicação da argila sobre a pele, que pode também ser ingerida em formas de pílulas, cápsulas e água. A sua usabilidade se estende a todo corpo. "No rosto, age como máscara facial; no peito, como expectorante; nos rins, contra inflamações e irritações provenientes dos cálculos renais; na região anal, no combate às hemorroidas; nos genitais, para doenças dos aparelhos feminino e masculino; nas costas e coluna, contra as inflamações neuromusculares, especialmente na região lombo-dorsal; na cabeça, para os distúrbios cerebrais e do sistema nervoso", pontua Ivonete Sena.

Mesmo auxiliando alguns tipos de tratamentos, a aplicação da argila na pele depende de cada caso, do tipo de argila e do local a ser empregada. A avaliação do naturólogo clínico é necessária, devido ao fato de a aplicação possuir algumas contraindicações.

Em média, o tempo das sessões variam conforme a técnica escolhida e o resultado desejado, sendo de 20 minutos a 3 horas, correspondendo a uma frequência de duas vezes por semana.

A argila verde é preparada com chá de camomila. A consistência pastosa é aplicada no rosto evitando a área dos olhos e lábios. Depois de seca, a substância é retirada com chá de camomila frio. A argila realiza um peeling natural, removendo o excesso de oleosidade da pele. Também nutre os tecidos e absorve a radiação solar. Tem ação adstringente, tonificante, estimulante, bactericida, analgésica e cicatrizante.

I Encontro dos Naturólogos do Ceará

Dias 26, 27 e 28 de abril, na Praia de Guajiru, no município de Trairi

Fones: (85) 3099.1774; 9935.3165

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.