Renovação

Faltam homeopatas no Ceará

00:39 · 11.06.2013
Apesar de oferecer o tratamento integral do paciente, a Homeopatia não integra o sistema público de saúde

Mais que um recurso complementar, a homeopatia vem sendo utilizada também como método primário, principalmente quando se trata de questões relacionadas ao sistema imunológico. Entretanto, mesmo com os benefícios, o número de homeopatas em exercício no Ceará ainda é reduzido.

Quando mal administradas, as substâncias homeopáticas costumam não trazer o benefício esperado à saúde do paciente FOTO: REPRODUÇÃO

Desde o último senso realizado pela Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB), o Estado conta com cerca de 37 médicos especializados, sendo, atualmente, apenas 20 atuantes em consultórios.

Baixa adesão

Segundo a presidente da Sociedade Cearense de Homeopatia (SCH), Leila Albuquerque, um dos motivos para a baixa adesão dos médicos ao método é que, no Ceará, o tratamento só é disponibilizado em consultórios privados. Isso ocorre devido à ausência de políticas voltadas à inclusão da homeopatia no sistema público de saúde. Leila é médica pediatra e especialista em homeopatia pela AMHB.

Outro agravante é a falta de centros de ensino dedicados à educação homeopática. "Apesar de ser uma especialidade oficial desde 1980, não integra a grade curricular das faculdades de medicina, veterinária e odontologia. Os estudantes desconhecem a prática e suas vantagens", explica.

Para elevar o número de homeopatas no Nordeste e divulgar as práticas ao público, a SCH, em parceria com o Centro de Estudos Homeopáticos de Londrina, promove desde 31 de março, em Fortaleza, especialização para médicos, veterinários, cirurgiões dentistas e farmacêuticos.

Diferente do método convencional (alopático), a homeopatia segue um tratamento individualizado, integral e humanizado no âmbito físico, psíquico e emocional.

Parte do princípio da semelhança. As substâncias utilizadas provocam sintomas similares aos observados no paciente, em pequenas quantidades, estimulando o restabelecimento do organismo. "É uma medicina renovada, que busca integrar corpo e mente e perceber o indivíduo como um todo. Hoje, a medicina clássica vem rompendo com os métodos fragmentados. Por isso, é importante citar que as duas escolas médicas são complementares, e não excludentes", diz a pediatra.

A maioria dos que buscam esse tipo de tratamento prefere uma medicina menos agressiva e intervencionista. "Há pacientes que já passaram por tratamentos infrutíferos e sem o resultado almejado; são os que mais se beneficiam".

Ainda que não haja contraindicação, somente um médico especializado pode prescrever o tratamento. "Um profissional capacitado observará as alterações e os sintomas. A homeopatia, quando mal administrada, não traz a melhora esperada, fazendo cair em descrédito o método e prejudicando o paciente".

SAIBA MAIS

A Sociedade Cearense de Homeopatia foi a primeira entidade homeopática no Estado, criada com o objetivo de congregar os médicos homeopatas e difundir a especialidade. Fundada em 7 de maio de 1982, foi idealizada e inicialmente presidida pelo médico Luiz Teixeira Neto, coordenador do primeiro curso de especialização em Homeopatia realizado no Ceará.

O Instituto de Homeopatia do Ceará foi criado em 2004, um espaço de caráter interdisciplinar que abriga os profissionais aptos a exercerem legalmente a especialidade (farmacêuticos, médicos, odontólogos e veterinários). Tanto a Sociedade como o Instituto promovem cursos de formação, além de simpósios e palestras para o público em geral.

A Associação Brasileira de Cirurgiões Dentistas Homeopatas (Seção do Ceará), criada pelos professores Jussara Giorgi e Mário Sérgio Giorgi, é outra entidade que favorece a difusão da especialidade. Em 2009, a Associação promoveu o I Curso de Especialização em Homeopatia, em parceria com o Departamento de Farmácia da Universidade Federal do Ceará (UFC) e o Conselho Regional de Odontologia do Ceará (CRO-CE).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.