Mais notícias

Curtas

22:32 · 17.12.2011
Mais pelos

Além de fatores genéticos, hábitos alimentares também podem influenciar o aumento dos pelos corporais. Foi o que constatou pesquisa realizada pela multinacional Mintel. Dentre os hábitos alimentares nocivos estariam o consumo excessivo de açúcar, carboidratos refinados, como bolos, bolachas e outras guloseimas, devido ao alto índice glicêmico dos itens que alteram a produção de insulina no corpo. Para diminuir esses níveis de açúcar, além da alta na insulina, haveria também grande produção de hormônios masculinos pelo corpo, como a testosterona, que pode gerar maior quantidade de pelos. Além desses fatores, o uso de alguns medicamentos de uso comum também podem estar associados ao problema.

Exagero na corrida

Se a maioria pensa que correr longos percursos faz bem a saúde, estudo australiano demonstra o contrário. Segundo os pesquisadores da University of Melbourne, as atividades de alto impacto podem ocasionar cicatrizes no coração, aumentando o risco de complicações de saúde, tais como arritmia ou uma síndrome cardíaca ocasionada pelo excesso de treinamento.

Foram avaliados 40 atletas que, logo após a corrida, apresentaram mudanças na forma e volume do coração, além de diminuição do ventrículo direito.

Identificação

Novo sistema de identificação universal de bolsas de sangue será implementado no Sistema Único de Saúde (SUS) até o fim de 2012. O padrão ISBT 128 é utilizado em grande parte da Europa, Estados Unidos e Japão e tornará mais seguras as transfusões sanguíneas, pois padroniza a identificação do material biológico. De acordo com Silvano Wendel, presidente da International Society os Blood Transfusion (ISBT), funciona como um RG da bolsa de sangue. Pelo sistema, as bolsas serão etiquetadas com código de barras contendo informações do material biológico, como país, data e local de colheita do sangue, exames pelos quais o material foi submetido, validade, classificação e descrição do produto.

Sem tempo

Levantamento feito por empresa de cereais na Inglaterra apontou que tempo para o café da manhã diminuiu por conta da TV e das redes sociais. Atualmente esse tempo não passa de uma média de três minutos e 15 segundos para 51% das pessoas. Grande parte dos 2 mil entrevistados toma café da manhã em pé ou na mesa do trabalho.

Aneurisma

Segundo levantamento da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, dois em cada três casos de aneurisma cerebral estão ligados ao tabagismo. Foram analisados 250 pacientes atendidos nos últimos dois anos na capital por meio do serviço de neurocirurgia do Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo. Destes, 155 pacientes (62% ) fumavam regulamente quando apresentaram o problema.

O tabaco ataca a parede dos vasos sanguíneos do cérebro. Segundo o coordenador do serviço de neurocirurgia vascular do Hospital de Transplantes, Sérgio Tadeu Fernandes, o cigarro destrói uma proteína elástica (elastina) presente na parede das artérias, tornando-as mais frágeis, causando o aneurisma.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.