Viva bem

Congresso SPPT

04:22 · 13.11.2011
Falta de ar em atletas durante atividade física prolongada é tema de debate no 14° Congresso Paulista de Pneumologia e Tisiologia. A discussão é feita pelo dr. André Albuquerque, pesquisador do Departamento de Pneumologia do Incor (HC) da Faculdade de Medicina da USP. O congresso ocorre nos dias 17 a 20, no Centro Fecomercio de Eventos (SP). Informações: 0800-171618 | www.congressosppt.com.br

Obesidade Zero

O Lançamento do projeto "Obesidade Zero" e de novas diretrizes de nutrição para os hospitais, ocorrido no XIX Congresso Brasileiro de Nutrição Parenteral e Enteral, em Curitiba, deve trazer enormes beneficiar a saúde dos brasileiros. O projeto será implementado em toda a América Latina e propõe ações de conscientização da população a fim de erradicar a doença que atinge cerca de metade dos brasileiros.

Corticoides

Asma fatal e quase fatal podem ser evitadas com o uso de corticoides inalatórios. Porém, estudo feito do Programa para Controle da Asma na Bahia (ProAR) alerta que, no Brasil, pacientes não recebem o melhor tratamento disponível que deveria ter o suporte em UTI, além da utilização de corticoides inalatórios e beta2-agonistas de longa duração que controlam os sintomas e melhoram a qualidade de vida.

Contraceptivo

Pesquisadores descobriram que as mulheres que usam DIU como método contraceptivo têm 44% menos risco de desenvolver células cancerígenas, o chamado carcinoma. Não houve distinção entre DIU de cobre e hormônios. Xavier Castellsagué, do programa de pesquisa de câncer epidemiológico do Llobregat Hospital, na Espenha, acredita que as conclusões devem iluminar novas pesquisas.

Bicicleta

Andar de bicicleta é, além de um esporte aeróbico, um modo de promover o bem estar do organismo como um todo. Porém, engana-se quem acha que pessoas com problemas respiratórios não podem praticar essa atividade. Segundo o dr. André Albuquerque, médico responsável pelo Laboratório de Função Pulmonar do Hospital Sírio Libanês e membro da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT), "quando se pratica atividade física, o pulmão acaba se expandindo devido à ventilação, o que é muito bom para a respiração. Além disso, os sistemas respiratório, cardiovascular e muscular periférico acabam interagindo melhor entre si".

Hanseníase

Cai em 31,5% o número de casos de hanseníase em todas as regiões brasileiras em 10 anos, é o que comprovou estudo Saúde Brasil 2010, do Ministério da Saúde. A média anual de novos casos é de 4% no período de 2001 a 2010. O melhor percentual de redução ocorreu na Região Sudeste (45,5%), onde quase todos os estados alcançaram a meta de eliminação da hanseníase enquanto problema de saúde pública. O estudo revelou ainda que82,3% dos casos detectados foram curados em 2010. A redução é justificada pela oferta de tratamento nas unidades públicas de saúde e, ainda, do esforço dos profissionais da rede básica e dos centros de referência.

Doença Falciforme

Problema de saúde pública, a doença hereditária mais prevalente no Brasil teve questões debatidas no Hemo 2011 organizado pela Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (ABHH), no dia 10, em São Paulo. Garantia de qualidade de vida e acesso a todas as opções terapêuticas, além da inserção do transplante de medula no rol de tratamento foram reivindicações de hematologistas de todo o Brasil. De acordo com a hematologista ABH, Clarisse Lobo, garantir a qualidade de vida é fundamental. "As dores ósseas são a maior causa de ida ao hospital, entretanto, é a propensão às infecções que pode colocar em risco o indivíduo" diz.

Cirurgia Bariátrica

A Federação Internacional do Diabetes, durante o último Congresso de Intervenção para Terapia do Diabetes Tipo 2, em Nova Iorque, reconheceu os benefícios da cirurgia bariátrica para controlar a doença e sugeriu que o procedimento cirúrgico seja também aplicado para pacientes diabéticos com obesidade leve (IMC entre 30 e 35). As três cirurgias reconhecidas agem criando um atalho para o alimento, que é desviado do duodeno e chega antes à parte final do intestino. Esse procedimento altera a secreção de alguns hormônios intestinais, como o GLP-1, cujo aumento estimula a produção de insulina.

Mais saudáveis

Estudo Saúde Brasil 2010 apontou que a taxa de mortalidade por Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) diminuiu 26% entre 1991 e 2009. Um dos maiores desafios para os próximos anos, segundo o Ministério da Saúde, é o controle da obesidade, que já afeta 16,9% das mulheres e 12,4% dos homens adultos brasileiros. Para isso, haverá a criação do Programa Academias da Saúde, que estimula o funcionamento de espaços públicos para a prática de atividades físicas e de lazer.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.