Confira mais notícias de saúde

23:44 · 11.03.2013
Cautela

Fitoterápicos são remédios

Autor de mais de 25 patentes de fitomedicamentos baseados na flora do Brasil, o pesquisador Luiz Pianowski explica: "Os fitoterápicos são remédios, passaram por avaliação rigorosa sobre segurança e eficácia do seu uso, assim como posologia. Quando falamos no uso de folhas e chás, não significa dizer que essas medidas preventivas foram tomadas. Além disso, as plantas medicinais nem sempre interagem bem com os remédios alopáticos de uso contínuo.

Cartilha

Trabalho seguro I

Noções básicas de prevenção de acidentes e doenças do trabalho, orientações sobre o uso dos equipamentos de proteção individual e coletiva e as responsabilidade do empregador. O conteúdo está na Cartilha do Trabalho Seguro e Saudável, lançado nesta semana pela Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho. A publicação é distribuída para trabalhadores, empregadores e estudantes que ingressam no mercado de trabalho.

Estatística

Trabalho seguro II

O Brasil ocupa a quarta colocação no mundo em ocorrências fatais. Dados do Ministério da Previdência Social registram 700 mil acidentes de trabalho e três mil mortes, além das subnotificações e as ocorrências com os trabalhadores não segurados (informais e servidores públicos). Hoje, a média no Brasil, é do óbito de nove trabalhadores por dia útil, correspondendo a uma pessoa por hora de trabalho.

Estudo

Menopausa I

A ausência de preocupação com a menopausa no futuro surpreende negativamente as mulheres, fazendo com que se arrependam de não terem discutido o tema com antecedência. Tal conclusão está na pesquisa "Femme Survey" encomendada pela Pfizer e conduzida pelo Instituto Harris Interactive. O objetivo foi entender como mulheres entre 40 e 65 anos lidam com essa fase. Foram ouvidas 906 mulheres e 450 médicos no Brasil e México.

Sintomas

Menopausa II

Até que apareçam os sintomas, as mulheres (de áreas metropolitanas do Brasil e do México), concordam que a menopausa é natural e não deve ser temida. Cerca de 90% encaram a fase como um ciclo natural. Entretanto, este período só está sob controle para 55% das brasileiras; 25% admitem que a experiência é pior do que esperavam; 89% dizem que mais de um sintoma as fez procurar um médico (clínico, ginecologista e obstetra).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.