Carne

Benéfica ou não?

00:29 · 25.06.2013
O alimento ainda gera conflito entre especialistas quando se trata de abolir seu consumo. Como agir?

Dispensar o consumo de carne não é indicado, mas a moderação é fundamental. "Recomenda-se uma porção diária de carne, peixe ou ovo", afirma a nutricionista Luísa Ellery, doutoranda em Biotecnologia, especialista em Gestão da Qualidade em Serviços de Alimentação e mestre em Tecnologia de Alimentos.

O ideal é consumi-la em pequenas quantidades e revezá-la (frango, peixe, gado, porco ou carneiro) ao longo da semana, afirma Carla Soraya Maia, doutora em Nutrição e mestre em Nutrição e Saúde da Universidade Estadual do Ceará (Uece). Explica que as carnes possuem alto valor biológico, já que oferecem proteínas qualificadas que contêm os aminoácidos vitais ao bom funcionamento do organismo. Além disso, geralmente, são boas fontes de cálcio e ferro.

Por sua vez, Luísa Ellery acrescenta que as carnes possuem ferro de maior biodisponibilidade. "A utilização do ferro de origem animal pelo organismo é maior do que o mineral contido nos alimentos de origem vegetal", esclarece. Os produtos de origem animal são fontes exclusivas de vitamina B12, caso não somente da carne, como também do leite e do ovo. A deficiência dessa substância no organismo pode levar à anemia e a danos neurológicos.

No entanto, grandes porções de carnes representam um risco à saúde. "Elas possuem também colesterol e gordura saturada. A ingestão além das porções recomendadas pode acarretar o aumento de peso e a elevação das taxas de colesterol. O excesso de proteína potencializa a excreção de cálcio e pode prejudicar a saúde óssea".

Luísa Ellery alerta que carnes grelhadas, assadas e churrasco na brasa possuem substâncias cancerígenas, as aminas heterocíclicas. Para reduzir a produção de aminas no preparo de carne em técnicas secas e em altas temperaturas, pode-se mariná-la uma hora antes de submetê-la ao cozimento com ingredientes antioxidantes (alecrim, sálvia, limão, cebola, chá verde, alho, orégano).

Aumenta-se a absorção de ferro com a ingestão de frutas cítricas antes das refeições ricas nesse mineral. Para minimizar os malefícios da carne, basta descartar as partes mais "douradinhas", remover as gorduras assadas em brasa, reduzir o tempo de exposição às altas temperaturas e consumi-la acompanhada por vegetais.

VICKY NÓBREGA
ESPECIAL PARA O VIDA

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.