CUIDADOS

Atenção aos microrganismos

20:17 · 14.05.2011
Hoje se pensa duas vezes antes de se levar um alimento à geladeira. A caixa de papelão (que guardava os restos de pizza) deu lugar a um recipiente limpo e fechado; acondicionar folhas em sacos plásticos e ovos em embalagens de PVC também são hábitos de um passado não muito distante. É que temos aprendido a duras penas a prestar mais atenção àquilo que comemos e às condições de higiene que adotamos ao manusearmos alimentos, pois, mesmo sem identificarmos a olho nu, é na cozinha (especialmente na geladeira) que vivem e se proliferam milhares de microrganismos danosos à saúde.

Estar atento à vida útil dos alimentos (in natura ou industrializados) é uma medida elementar e preventiva. Para isso, segundo professora de Engenharia de Alimentos da UFC, Evânia Figueiredo, devemos lançar mão de técnicas higiênicas sempre que mantivermos contato com alimentos, uma vez que estão constantemente expostos a contaminantes de origem química, física e biológica encontrados em todas as superfícies de contato: água, ar, plantas, animais e o homem.

Ao comprarmos um produto, precisamos observar sua aparência e o estado de conservação, além de estocarmos sempre de acordo com as especificações contidas na embalagem.

No momento do manuseio e da preparação dos alimentos, Evânia Figueiredo explica que, além de lavar bem as mãos, é preciso usar tábuas diferentes para cortar produtos de origem vegetal e animal, não reaproveitar embalagens de produtos de limpeza para armazenar alimentos e usar toucas de proteção.

"Todo produto alimentício, após a abertura de sua embalagem, tem sua vida útil bastante reduzida em decorrência da contaminação com o ar, utensílios e do homem, devendo ser armazenado sob refrigeração e consumido em menor período possível. Evite deixar os produtos refrigerados em temperatura ambiente", alerta Evânia Figueiredo.

Cuidado com os crus

Os alimentos crus são aqueles com os quais temos de ter mais cuidado, pois, por não passarem por nenhum método de cocção, não eliminam microrganismos. Os vegetais crus, em especial, se contaminados com ovos de Taenia solium são a principal fonte de contaminação do homem causando a neurocisticercose (infecção do sistema nervoso central) por contaminação parasitária.

Conforme a engenheira de alimentos Evânia Figueiredo, "o método tradicional de lavagem dos vegetais em água corrente e imersão no cloro não é efetivo na eliminação dos ovos de Taenia, sendo preciso uma lavagem previa com detergente específico seguida de imersão em solução clorada".

CUIDADOS

A limpeza da geladeira deve ser feita de acordo com a recomendação do fabricantes (o ideal é utilizar bicarbonato de sódio);

Deixar espaços para a circulação de ar e nunca manter a geladeira "lotada";

Acondicionar os alimentos dentro da embalagem ou recipiente fechado;

Frutas e vegetais devem ser lavados com solução própria vendida em supermercados, enxugados e guardados na parte inferior da geladeira;

Carnes, ovos, leite, queijos e iogurtes devem ser conservados na parte superior da geladeira, pois estragam mais rápido;

Garrafas e latas de bebidas devem ser lavadas antes de serem colocadas na geladeira;

Produtos industrializados, após abertos, nunca devem ser guardados nas próprias embalagens, mas colocados em recipientes próprios.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.