Entrevista dr. Saulo Botelho batista

Artroscopia da ATM é minimamente invasiva

00:00 · 09.12.2013

As desordens temporomandibulares atingem 30% da população. As formas mais severas começam a ser tratadas com nova técnica cirúrgica

Na condição de um conjunto de estruturas anatômicas, a articulação temporomandibular (ATM) - com a participação de grupos musculares especiais - permite que a mandíbula execute vários movimentos durante a mastigação. Qual o seu elo de ligação com o restante do corpo?

O cirurgião maxilofacial Saulo Batista, com treinamento em artroscopia de ATM no Hospital Universitário de Madrid (Espanha), é pioneiro no Ceará na realização do procedimento (www.drsaulobatista.com.br) FOTO: FABIANE DE PAULA

A saúde das articulações temporomandibulares é fundamental para que nós possamos ter uma harmonia em nossa saúde sistêmica, pois utilizamos a ATM ao falar, mastigar e ao realizar todos os nossos movimentos com a boca. Havendo algum problema nessas articulações, o paciente pode sentir dores orofaciais, de cabeça e de ouvido. Além disso, uma vez tenhamos limitações/problemas nos movimentos mandibulares isso pode repercutir de forma negativa limitando a ingestão de alguns alimentos em nossa dieta e até mesmo limitar situações de relações sociais.

A articulação temporomandibular pode ser sede de diversos tipos de doenças. Quais são as mais frequentes?

As desordens temporomandibulares atingem aproximadamente 30% da população. Tais patologias podem ser de alterações internas e da própria ATM, como também pode apresentar desordens externas, essas são mais frequentes e mais comuns e estão relacionadas a problemas no músculo orofaciais. Clinicamente, as patologias se manifestam como dores na região orofacial e próxima aos ouvidos, cansaço facial e podem se apresentar como dores de cabeça e no ouvido.

A artroscopia da ATM tem representado uma grande evolução nos últimos anos, sendo utilizada em casos onde o paciente não responde aos métodos não invasivos. Assim, para quais casos o procedimento é indicado?

A maioria dos casos de problemas na ATM são tratados de forma conservadora por meio do uso de dispositivos intraorais, terapias auxiliares como fonoaudiologia, fisioterapia. Porém, existem algumas situações em que o paciente não apresenta melhora com as terapias conservadoras e a partir daí podem necessitar de alguma intervenção dentro da ATM em si. Em dias passados essas intervenções eram mais invasivas e agressivas. No entanto, hoje com a evolução, existe a possibilidade de tratarmos tais problemas por via artroscópica, ou seja, sem incisões ou cortes, e sim de maneira minimamente invasiva, pois trata-se de uma vídeocirurgia.

Como é realizada a artroscopia?

Parte do princípio de que se trata de uma cirurgia minimamente invasiva. Inserimos uma cânula de menos de 2 mm de diâmetro no interior da ATM e a partir daí temos uma visão direta dos tecidos internos. Por meio de nossos instrumentais específicos podemos manipular e corrigir as alterações presentes de maneira menos agressiva.

E quanto ao pós -operatório, quais as vantagens da artroscopia em relação a outros procedimentos?

Uma das principais vantagens da artroscopia da ATM é o pós- operatório, pois ele é bem mais confortável do que o de uma cirurgia tradicional. Com a artroscopia o paciente tem um retorno bem mais rápido às suas atividades normais do dia a dia, menor edema, menor desconforto, assim como reduzidos riscos cirúrgicos. Geralmente é realizado no sistema denominado "day-clinic" onde o paciente retorna para casa no mesmo dia do procedimento.

Existem contraindicações quanto à realização da artroscopia? Em quais situações o procedimento não deve ser realizado? Por que?

Algumas patologias mais severas da ATM não podem ser realizadas por meio da artroscopia, sendo a cirurgia tradicional a opção mais viável. São casos de necessidade de próteses totais da ATM, fraturas ósseas próximas à ATM e algumas má formações ósseas do complexo maxilofacial.

Embora pouco conhecido no Ceará, o procedimento vem sendo executado com frequência no Brasil , principalmente em quais centros?

Apesar de já ser uma realidade há mais de 20 anos em outros centros no mundo, principalmente nos Estados Unidos, Espanha e China, a artroscopia no Brasil é uma possibilidade recente. Em São Paulo o procedimento já vem sendo realizado com maior frequência, mas outros profissionais também estão participando de treinamentos fora do País e trazendo essa nova realidade para suas regiões, como é o caso de Salvador, Recife, Natal e agora também em Fortaleza.

GIOVANNA SAMPAIO
EDITORA DO VIDA

FIQUE POR DENTRO

Observe os sinais mais frequentes de que há DTM

ATM é a articulação responsável pelos movimentos da boca: comer, engolir, mastigar, bocejar e falar. Existe uma ATM em cada lado da face.

DTM é a abreviação de disfunção da articulação temporomandibular e serve para designar as doenças na ATM e nos músculos que fazem esses movimentos da boca. Assim como nossas articulações dos joelhos e cotovelos adoecem, a ATM também pode desenvolver alguma alteração. A maior parte dessas disfunções é tratada de forma conservadora (clínica). No entanto, existem algumas alterações que necessitam de procedimento cirúrgico para sua correção.

Os sinais de que há problemas a serem corrigidos são: ruídos articulares (estalido ou crepitação); dor à apalpação nos músculos da mastigação e cervicais. As queixas frequentes são: dores de cabeça, de ouvido, na face, na ATM e ruídos articulares.

Para saber se você tem disfunção na ATM, responda às questões e busque ajuda médica. Está ciente que tem o hábito da "ranger" os dentes enquanto dorme? Acorda com a musculatura da face dolorida? Tem dores de cabeça frequentemente? É uma pessoa estressada e ansiosa? Percebe que aperta os dentes quando está nervoso ou estressado? A sua ATM estala, trava ou dói quando abre a boca? Tem dificuldade ou dor para abrir a boca, comer ou bocejar? Sente dores na face quando mastiga? Já teve ou tem artrite em outras articulações? Tem dor nos dentes da frente para morder ou cortar alimentos? Os dentes são sensíveis, frouxos, quebrados ou desgastados?

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.