NUTRIÇÃO

A principal refeição

18:24 · 20.08.2011
( )
Tão danoso quanto "pular" uma refeição é negligenciar na escolha dos alimentos ingeridos no café da manhã. Na maioria das vezes, a comida está aquém dos nutrientes necessários para q
Tão danoso quanto "pular" uma refeição é negligenciar na escolha dos alimentos ingeridos no café da manhã. Na maioria das vezes, a comida está aquém dos nutrientes necessários para q ( )
( )
Oferecer aos filhos um cardápio variado, no início da manhã, ajuda a criar novos hábitos

Ainda que seja a refeição responsável por repor as energias gastas durante o sono e fornecer ao organismo os nutrientes necessários para iniciar um novo dia, o café da manhã é costumeiramente negligenciado por muitos brasileiros. Da correria do dia a dia à preferência por alimentos pouco nutritivos, os motivos que levam a um café da manhã inadequado - ou mesmo inexistente - variam bastante. Quaisquer que sejam as razões para ignorar essa refeição, porém, o corpo sente, a curto e a longo prazo, as consequências dos maus hábitos alimentares.

Tendo de deixar, às sete da manhã, a filha de dois anos e meio na escola, a bancária Raphaela Rodrigues já se habituou a dispensar o café da manhã e ter como primeira refeição do dia o almoço. Diante do grande número de afazeres que se apresentam logo no início da manhã, Raphaela há nove meses substitui o café da manhã por suplementos vitamínicos ­- solução que, reconhece, não é a ideal. "Não tomar café da manhã é uma falha", destaca.

A bancária ressalta que, quando não ingere nenhum nutriente durante a manhã, os reflexos logo são observados, resultando principalmente em perda da produtividade no trabalho. Por essa razão, uma das principais preocupações de Raphaela é evitar que a filha, Gabriela, acabe criando também o hábito de não se alimentar pela manhã.

Segundo Raphaela Rodrigues, Gabriela usualmente toma iogurte ou mingau antes de ir à escola. Contudo, a mãe diz lamentar que a filha não consuma mais frutas ou alimentos que contenham mais fibras. O fato de Gabriela preferir produtos como iogurtes e biscoitos - que são fáceis de se adquirir e não precisam de preparo - é o principal fator para que o cardápio da menina não seja mais variado.

Mesa farta e variada

Para o pediatra e nutrólogo da Universidade Federal de São Paulo Mauro Fisberg, cabe aos pais encontrar meios de propiciar aos filhos, ainda que as crianças gostem mais de produtos pouco adequados, alimentos ricos em nutrientes. Uma das formas de se fazer isso, afirma, é oferecer por várias vezes alternativas distintas, na tentativa de desenvolver nos filhos o desejo por experimentar novos alimentos.

Uma atitude que pode resultar em mudança nos hábitos, reforça a nutricionista da Universidade de São Paulo (USP) Sílvia Cozzolino, é deixar preparada uma mesa com várias opções logo no início da manhã. Ainda que, inicialmente, os filhos ignorem a comida, poderão ter a curiosidade despertada e acabar descobrindo novos sabores.

Segundo Mauro Fisberg, também é importante que os pais, além de propiciarem opções aos filhos, transmitam bons exemplos. "É nos primeiros poucos anos de vida que se formam os hábitos alimentares", diz. Na pré-adolescência, pontua, é mais difícil exercer algum controle sobre os filhos, já que estes se encontram sob forte influência dos grupos de amigos.

O nutrólogo ressalta ainda que a deficiência de nutrientes no café da manhã ou o ato de não alimentar-se durante a manhã pode implicar na redução da capacidade cognitiva, envolvendo consequências à memória, ao aprendizado e à habilidade para a resolução de problemas. A longo prazo, as consequências envolvem osteoporose e obesidade, por exemplo.

De acordo com Sílvia Cozzolino, o ideal é que o café da manhã contenha, de forma equilibrada, os diferentes tipos de nutrientes de que o corpo precisa. Desse modo, um café da manhã pode conter os carboidratos presentes em cereais, as fontes protéicas existentes no leite e seus derivados e os minerais, fibras e vitaminas contidos nas frutas.

Um levantamento realizado pela empresa MarketTools, a pedido da Nestlé, sobre o tema apontou que 91% das mães entrevistadas gostariam que os filhos comessem mais frutas no café da manhã. A pesquisa também mostrou que 13% das mães afirmaram variar sempre o cardápio do café da manhã, enquanto 42% disseram oferecer quase sempre os mesmos alimentos a cada dia.

O principal motivo apontado para a baixa diversidade do cardápio, destacaram 59% das entrevistadas, é o fato de os filhos preferirem de fazer sempre a mesma refeição. Por sua vez, 20% das mães ressaltaram o custo elevado de um cardápio variado, enquanto 15% disseram não ter tempo para preparar outros tipos de refeições e 14% frisaram que o filho não gosta de nenhuma outra opção.

FIQUE POR DENTRO
Refeição balanceada

Neste mês, a Nestlé lançou a campanha "Café da manhã é mais do que você imagina", através da qual pretende transmitir às mães informações sobre a relevância dessa refeição para as crianças. Nas cidades do Rio de Janeiro, Ribeirão Preto, Recife, Salvador, São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte e Curitiba, será realizado um café da manhã com nutricionistas que orientarão o público sobre a necessidade de refeições balanceadas e sobre alimentos nutritivos e saborosos. As atrizes e mães Malu Mader Maria Paula Julia Lemmertz e Nívea Stelmann participam da campanha e estarão presentes nos eventos regionais. Mais informações no site www.maisdoquevoceimagina.com.br.

JOÃO MOURA
ESPECIAL PARA O VIVA

O repórter viajou a convite da Nestlé

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.