LONGEVIDADE

A arte de criar união

18:22 · 11.06.2011
( )
Hélio e Efímia Rola conseguem, como poucos, manter uma união por longo tempo, aprendendo a cultivar o amor e os interesses individuais aliados a uma vida com propósito
Hélio e Efímia Rola conseguem, como poucos, manter uma união por longo tempo, aprendendo a cultivar o amor e os interesses individuais aliados a uma vida com propósito ( Foto: Marília Camelo )
Clóvis e Hilda Lima acabam de completar 70 anos de casados. Apoio mútuo e companheirismo no cotidiano
Clóvis e Hilda Lima acabam de completar 70 anos de casados. Apoio mútuo e companheirismo no cotidiano ( FOTO: WALESCA SANTIAGO )
AMOR E AUTOESTIMA AJUDAM A MANTER EQUILÍBRIO, SAÚDE E RESILIÊNCIA NOS ALTOS E BAIXOS DA VIDA

Cultivar relacionamentos é uma arte. Alguns casais, como Hélio e Efímia Rola e Clóvis e Hilda Lima - este último acaba de completar 70 anos de união com potencial de chegar perfeitamente aos 200 anos de convivência, comenta ele brincando - conhecem o segredo para todo esse vigor na parceria amorosa e na vida.

O médico e artista plástico Hélio Rola (junto a sua Efímia há 49 anos) observa que a disponibilidade de se abrir aos desafios da intimidade - na saúde e na doença, na alegria e na tristeza - costuma resultar em profundo conhecimento e respeito mútuo, de si e do outro.

As relações de afeto e amor, a começar consigo mesmo, parecem ser premissas básicas para estar de prontidão, com disposição para colocar as coisas em seus devidos lugares e permanecer em movimento contínuo de aprendizado, o que deixa corpo e mente em constante renovação.

Hilda Ponciano Lima, 90, vem de uma família de longevos. A avó materna, que viveu 113 anos e um tio (chegou aos 111 anos) traziam na bagagem um código genético especial de ultrapassar o tempo comum de vida. Aos 60 anos, já com os 11 filhos adultos e vários netos, decidiu retomar os estudos, chegando a concluir curso superior ao lado de uma de suas filhas. O passo seguinte foi iniciar uma nova carreira. De dona de casa em tempo integral, Hilda abraçou a carreira acadêmica como professora da Universidade Estadual do Ceará.

O esposo, Clóvis, apresenta do mesmo modo um percurso de atividades laboriosas. Formado em agronomia, atuou em vários órgãos governamentais. Muito estudioso, como professor secundário, tem registrado mais de 20 disciplinas ministradas com satisfação. Também já fez as vezes de parteiro, contribuindo para o nascimento de bebês na ausência de médicos, no interior.

Igualmente inquietos, Hélio e Efímia vivem seus interesses individuais (ele com as artes e o ativismo em prol da natureza e atitudes cidadãs, ela no caminho artesanal e espiritual) em comum acordo com os cuidados do sítio em que vivem e no convívio com parentes e amigos.

ROSE MARY BEZERRA
REDATORA

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.