Vale do Itajaí

Vale Europeu é roteiro imperdível em Santa Catarina

A herança cultural dos colonizadores europeus é a grande marca da região catarinense

Em Blumenau, os casarões em estilo enxaimel são heranças dos colonizadores europeus
00:00 · 08.02.2018

Como um país continental, o Brasil tem destinos surpreendentes que atravessam seu território de Norte a Sul. É o caso do Vale Europeu, cujo nome já entrega as referências. Famosa por sediar grandes festas alemães, italianas e portuguesas, a região, no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, possui muitas outras atrações: da arquitetura típica à culinária, passando pelos roteiros de compras, celebrações religiosas, ecoturismo e turismo rural.

Ao chegar, reserve tempo para conferir roteiros que podem ser percorridos de carro, a pé, de trem ou de bicicleta. Bom lembrar que a melhor época do ano para turistar na região é justamente o verão.

No Vale Europeu, o turista sente-se imediatamente transportado para o Velho Continente. A arquitetura, os costumes, a gastronomia e até os dialetos que se ouve remetem aos colonizadores alemães, italianos e portugueses. Nas cidades de Blumenau, Pomerode, Brusque e Gaspar, o que predomina é a herança cultural alemã. Já nos municípios de Nova Trento, São João Batista e Rodeio as marcas são da colonização italiana.

O estilo de vida dos imigrantes ainda é tão marcante que, em quase todos os 49 municípios da região, há festas para celebrar as antigas tradições.

Prepare o seu roteiro

Não é fácil decidir o que fazer diante de tantas cidades para visitar. Mas uma coisa é certa: quem gosta de rechear a mala com presentes é bom ir preparado. O turismo de compras é uma atividade marcante no Vale do Itajaí. Blumenau alia grandes eventos e atividades comerciais ao turismo cultural, religioso e de aventura. Brusque, por sua vez, é um dos maiores polos têxteis do Brasil. É muito tentador.

Mas, bom mesmo é se deixar seduzir pela natureza da região. Os morros, vales, rios, cascatas e cachoeiras são um convite permanente para a prática de trekking, rapel, cascading (escalada em cachoeiras), mountain bike, voo livre e parapente.

Caminhar pelas estradas para descobrir as belezas da vida no campo é um dos prazeres de quem desbrava o Vale a pé. Ao todo são 200 Km com paisagens e cenários que lembram as cidades da Europa. Um roteiro composto por nove municípios da região também pode ser explorado de bicicleta.

Aliás, pedalar pelas trilhas e estradas que interligam as cidades é um dos passeios mais prazerosos de Santa Catarina. O principal roteiro tem 300 Km de ciclovias que podem ser percorridas em sete dias de pedaladas.

Em vários pontos, a paisagem é entrecortada por rios e cascatas. Não deixe de conferir o Rio dos Cedros que chama a atenção por seus belos lagos cercados de montanhas.

Vida no campo

Em 12 municípios, as propriedades rurais abrem as portas para receber os visitantes e oferecem hospedagem, atividades de lazer, pescarias, cavalgadas e trilhas, além do café colonial. As paisagens incluem casas de estilo enxaimel (técnica que consiste em paredes montadas com hastes de madeira encaixadas), moinhos, capelas e engenhos.

O Vale oferece ainda um roteiro religioso que passa por santuários, igrejas, capelas e grutas. Em Nova Trento, o Santuário Santa Paulina, dedicado à primeira santa brasileira, é um dos mais visitados.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.