Viagens marítimas

Temporada de cruzeiros no Brasil terá 496 mil leitos

Número representa um aumento de 13%. Os roteiros terão 585 escalas nos principais destinos litorâneos

Levantamento realizado pelo Ministério do Turismo revela que os brasileiros estão aderindo mais às viagens marítimas
00:00 · 30.08.2018 por Marlyana Lima - Editora
Com ampla estrutura de diversão a bordo, incluindo piscinas e teatros, a MSC Cruzeiros é uma das companhias recordistas de vendas no País. Em 2019, Fortaleza receberá dois navios da armadora: MSC Poesia e MSC Fantasia

Todos a bordo que o mar está favorável. A temporada de viagens marítimas na costa brasileira, que começa em novembro de 2018, contará com aumento de 13% na oferta de leitos. Na maior operadora de viagens do País, a previsão é de um aumento da ordem de 30% nas vendas para 2019. Ao todo serão ofertadas 496 mil vagas para os roteiros que terão 585 escalas nos principais destinos litorâneos do Brasil.

Embora com volume ainda tímido, Fortaleza também se beneficiará com esse crescimento nas escalas e nas vendas de cruzeiros. Entre fevereiro e abril de 2019, sete navios já confirmaram escalas no Ceará.

Segundo o secretário de Turismo de Fortaleza, Régis Medeiros, o potencial da cidade deve atrair, a partir da temporada seguinte, novos e importantes cruzeiros. Lembra que com a finalização da dragagem e após a liberação oficial - prevista ainda para este ano - a Capital terá condições de receber embarcações que atracarão em frente ao Terminal Marítimo de Passageiros proporcionando um maior conforto para os turistas aqui desembarcados.

Fortaleza investe no setor

Nesta terça-feira, 28, Régis Medeiros esteve em Brasília reunido com representantes das companhias e de operadoras de viagem para discutir propostas e soluções que darão suporte ao desenvolvimento do setor. "Não temos a menor dúvida de que, em breve, Fortaleza será uma escala importante, tanto pela localização privilegiada, quanto pelos atrativos do destino", observa o secretário.

Expansão no Brasil

"O setor de cruzeiros marítimos é de grande importância para o desenvolvimento do turismo, pois gera fluxo e movimenta a economia dos destinos por meio das várias escalas feitas no litoral brasileiro", comenta o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz. Ele lembra que, na temporada 2018/2019, pelos menos 14 portos de sete estados serão escalas dos navios - entre eles os do Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Maceió, Fortaleza e Portobelo (SC).

A Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (CLIA Brasil) atribui a expansão da oferta ao aumento da estadia dos navios na costa brasileira e a troca de uma embarcação por outra com maior capacidade de passageiros. Como fator contribuinte para o aumento das vendas, a entidade aponta o atrativo dos destinos, tanto os já tradicionais, como os incluídos recentemente.

Balneário Camboriú, em Santa Catarina, por exemplo, estreou com 19 escalas na temporada 2017/18 e agora terá 27, com expectativa de impacto de R$ 45 milhões na economia local.

"Essa temporada será um pouco maior e a ideia é que, todo ano, novos destinos de escala sejam incluídos nos roteiros. O objetivo é desenvolver o setor e ter uma parceria de sucesso já que nosso setor é forte gerador de empregos e de renda" afirma o presidente da Clia Brasil, Marco Ferraz.

Na CVC, operadora com grande clientela para viagens marítimas pelo Brasil, as vendas antecipadas já representam aumento de 30% em comparação com a temporada passada. A empresa aponta as facilidades para aquisição de pacotes, com descontos e parcelamentos, como atrativos para o consumidor. Além disso, a temporada também será marcada por roteiros maiores, de 7 noites.

Saiba mais

Escalas em Fortaleza

MS Sirena - Oceania Cruises

5 de fevereiro 2019

MS Royal Princess - Princess Cruises

12 de fevereiro 2019

MS Prinsendam (Elegant Explorer) - Holland America Line

3 de março 2019

MS Veendam - Holland America Line 9 de março 2019

MSC Poesia - MSC Cruzeiros

15 de março 2019

MSC Fantasia - MSC Cruzeiros

19 de março 2019

MS Pacific Princess - Princess Cruises

17 de abril 2019

FONTE: COMPANHIA DOCAS DO CEARÁ

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.