Trem turístico

Passeio sobre trilhos na Serra do Mar

Viagem de trem surpreende com passeio de luxo considerado um dos mais belos do mundo

00:00 · 15.03.2018
Interior da Litorina de Luxo, onde os passageiros podem aproveitar o serviço de primeira classe e usufruir da viagem sobre trilho s que leva à histórica cidade de Morretes, no interior do Paraná ( Fotos: Serra Verde Express )
A paisagem exuberante da Serra do Mar surpreende os turistas que, no retorno a Curitiba, se despedem das áreas de Mata Atlântica preservadas

O Brasil possui, atualmente, mais de 30 trens turísticos em operação que valorizam as ferrovias e a história do transporte ferroviário brasileiro. E, embora cada passeio tenha seu charme e atrativos próprios, nada se compara à vista proporcionada pelo trem que percorre a Serra do Mar, ligando Curitiba à histórica cidade de Morretes, no Paraná.

Não bastasse a beleza do trajeto, com trechos que incluem o conjunto montanhoso do Marumbi, a Cascata Véu da Noiva e tem como ápice a Ponte São João com vão livre de 110 metros de altura, a viagem acaba de ganhar uma novidade para atender aos turistas mais exigentes. A operadora do passeio, a empresa Serra Verde Express, que detém a concessão federal da ferrovia Paranaguá-Curitiba desde 1997, fez um upgrade na classe executiva e agora conta com novos vagões luxuosamente decorados.

A partir deste mês, o trem da Serra do Mar paranaense passa a circular com dois sofisticados "carros" - Camarote e Imperial - em sua composição, ambos com serviços de bordo similares aos de primeira classe.

Com projetos de interior diferenciados que remetem ao glamour dos antigos trens de luxo, passageiros do carro Camarote podem desfrutar de cabines privativas com capacidade para até quatro pessoas. Já o Imperial reproduz a atmosfera dos refinados vagões restaurantes da década de 30. Com projeto das arquitetas Lucille Amaral e Eliane Canhoto, o espaço é decorado com móveis de época e oferece mesas para dois, quatro e até seis passageiros. Os novos espaços também oferecem "welcome drink" com espumante, serviço de bordo com bebidas à vontade (café, chá gelado, sucos, refrigerantes e cerveja) e apoio de guia bilíngue ao longo do passeio.

Trajeto

Quem visita Curitiba pode programar a viagem pela Serra do Mar com antecedência. O trem parte da capital paranaense às 8h15 com destino a Morretes e percorre por cerca de quatro horas a centenária estrada de ferro que é considerada umas das cem obras de engenharia mais importantes do Brasil. Em meio à maior área contínua de Mata Atlântica do País, a viagem pela Serra do Mar surpreende pela beleza dos trechos de cachoeiras, túneis, pontes e montanhas de tirar o fôlego.

Além dos carros Camarote e Imperial, a viagem de trem pode ser feita em classe econômica ou turística.

Luxo

Outra opção é desfrutar das belas paisagens a bordo da Litorina de Luxo que já foi apontada pelo "The Wall Street Journal" como um dos três passeios de luxo sobre trilhos mais interessantes do mundo. Nesse caso, o passageiro tem à disposição "catering" de primeira classe, "Welcome drink" com espumante, além de bebidas à vontade e guia bilíngue.

Paradas e passeios

Cerca de três horas e meia após sair de Curitiba, o trem chega a Morretes, momento em que o passeio ganha status gastronômico em um almoço tradicional com o famoso "barreado" prato típico da culinária paranaense.

Após o almoço, os passageiros embarcam em "city tour" por Morretes e Antonina, cidade fundada em 1714 e que, em 2012, obteve o reconhecimento do Instituto do Patrimônio Histórico de Artístico Nacional (Iphan) que decretou o tombamento do seu centro histórico. O retorno a Curitiba acontece no fim da tarde, com uma viagem pela Estrada da Graciosa, antigo percurso dos tropeiros e cuja construção, em meio à Mata Atlântica, data do século XIX.

Mais informações:

Dados sobre disponibilidade de datas, pacotes, preços e reservas podem ser obtidos através dos telefones

(41) 3888.3488 / whatsapp (41) 98867.8022

www.serraverdeexpress.com.br

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.