Especial Publicitário

Turismo na serra: Mulungu recebe projeto de revitalização gastronômica

Em meio ao clima frio da serra, muito verde e uma rica produção de café, hortaliças, frutas, raízes e ervas, está localizada Mulungu, terra do café de sombra, de casarões históricos e paisagens irresistíveis. A cidade, que já é conhecida por estas belezas, também quer ser reconhecida pela sua gastronomia

04:00 · 12.10.2017 / atualizado às 10:50 · 13.10.2017 por Sebrae
Em meio ao clima frio da serra, muito verde e uma rica produção de café, hortaliças, frutas, raízes e ervas, está localizada Mulungu, terra do café de sombra, de casarões históricos e paisagens irresistíveis. A cidade, que já é conhecida por estas belezas, também quer ser reconhecida pela sua gastronomia. Para isso, o Sebrae/CE e a Prefeitura Municipal desenvolveram uma série de atividades de qualificação voltadas para empresários da gastronomia e hotelaria do município. O objetivo é fortalecer esta atividade, que envolve uma cadeia produtiva extremamente significativa no desenvolvimento sustentável do território, para que ela possa se tornar um dos principais atrativos turísticos de Mulungu.
 
Durante estas atividades, os empreendedores locais tiveram a oportunidade de compartilhar experiências em oficinas temáticas. Nelas, foram abordados vários temas, desde a qualificação profissional no atendimento para bares e restaurantes, passando pela realização de uma clínica de identidade visual, até a troca de experiências com profissionais convidados. Tudo isso buscando qualificar a oferta de serviços ligados à gastronomia, assim como promover a inovação na composição de cardápios e no desenvolvimento de pratos. A ideia é privilegiar a cultura e os produtos locais, agregando ainda mais valor ao que é produzido no território.
 
A solenidade de encerramento das atividades do projeto de revitalização da gastronomia do município será realizada na manhã desta sexta-feira (13), na Galeria e Cafeteria Santa Demolição, no Sítio Espatódea, em Mulungu. Durante o evento, que contará com a presença do presidente da Associação Cearense dos Chefs de Cozinha (ACC), Luciano Ferreira, será realizada a entrega de certificados aos participantes das capacitações e a degustação de pratos desenvolvidos durante as atividades.
 
O chef Luciano, que é especializado em elaboração de cardápios, foi um dos profissionais da área de gastronomia que estiveram ao lado dos empresários de Mulungu durante a realização do projeto. Ele ministrou oficinas, deu consultorias, compartilhou experiências e interagiu sobre as demandas locais no segmento gastronômico.
 
Gastronomia e desenvolvimento
 
 O prefeito de Mulungu, Robert Viana, lembrou que o município já está inserido no contexto do turismo na região do Maciço de Baturité, principalmente no que se refere à oferta de hospedagem. Mas, segundo ele, a proposta de trabalho de sua gestão é qualificar, desenvolver e posicionar a gastronomia local, para que ela possa se tornar um grande atrativo para os turistas, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do município.
 
De acordo com a articuladora do Escritório Regional do Sebrae/CE no Maciço de Baturité, Fabiana Gizele, esta ação, em parceria com a prefeitura para valorizar a gastronomia e todas as suas atividades associadas, permite aos produtores e comerciantes do território não só um estímulo ao desenvolvimento sustentável, mas a consolidação de uma cadeia produtiva marcada pela pluralidade. “Ao trabalharmos a qualificação da gastronomia local, queremos reforçar esta identidade da serra e trabalhar toda a cadeia produtiva da região, desenvolvendo bases para a sustentabilidade dentro do contexto turístico”, explicou a gestora.
 
Fabiana Gizele ressaltou que o projeto busca, ainda, trabalhar com os empresários a ideia de que questões como a valorização da cultura serrana, do consumo direto dos agricultores familiares, do manejo sustentável e da inovação em cardápios precisam estar associados ao planejamento global de desenvolvimento da região, levando a resultados de curto prazo no incremento do turismo, com reflexos na melhora da economia do meio rural. “Queremos mostrar a eles que a união e interação de todos os elos desta cadeia produtiva são as bases fundamentais para a construção de um desenvolvimento sustentável para a nossa região” finalizou.
 
CONTEÚDO DE RESPONSABILIDADE DO ANUNCIANTE
Sebrae Logo

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.