Mercado otimista

Sondagem revela que hotelaria brasileira planeja novos investimentos em 2018

Levantamento realizado pelo Ministério do Turismo ouviu representantes de 664 empreendimentos hoteleiros de todos os estados do País

14:35 · 18.07.2018
hotel
Levantamento aponta que a maior parte dos hoteleiros do País têm planos de investir em seus empreendimentos

O cenário pode melhorar, ainda este ano, para quem planeja trabalhar no setor de turismo. É o que sinaliza a sondagem do Ministério do Turismo, que avaliou as perspectivas do segmento da hotelaria para um período que se estende até outubro próximo. Boa parte dos empreendimentos de todas as regiões deverão receber investimentos em curto prazo.

Essa foi a disposição manifestada pelos empresários ouvidos. O maior índice de otimismo foi verificado na região Centro-Oeste, onde 71,2% dos entrevistados admitiram a possibilidade de investir nos próprios negócios neste período.

Na região Nordeste, principal destino de férias dos brasileiros, 66,3% dos empresários consultados estão otimistas quanto a fazer novos invesmentos. No estado da Paraíba, onde se realiza uma das maiores festas juninas do País, em Campina Grande, 74% dos hoteleiros disseram que devem investir até outubro.

No Norte e Sul do Brasil, o índice dos hoteleiros que manifestaram a possibilidade de realizar investimentos foi de 69%. Entre os empresários gaúchos, por exemplo, 61,4% responderam que provavelmente farão investimentos. Em Santa Catarina, o percentual é ainda maior e chega a 78,4%.

No Sudeste, região que concentra a maior oferta hoteleira do País, o índice é de 58,5%.  Nos dois estados que abrigam as capitais mais visitadas do Brasil, a perspectiva é a mesma. Em São Paulo, principal destino de negócios no turismo internacional, mais de 60% dos entrevistados indicaram a possibilidade de novos aportes para melhoria de seus empreendimentos. No Rio de Janeiro, que vem tentando sair de uma crise mais severa, o percentual é de 43%.

Amostragem

A Pesquisa de Sondagem – Empresários do Setor Hoteleiro no Brasil ouviu, em abril, representantes de 664 empreendimentos de todos os portes, dos quais 19% com mais de 100 quartos. O objetivo é apurar as perspectivas dos empresários quanto ao desempenho de seus estabelecimentos e dos destinos onde estão inseridos.  O levantamento trouxe dados do primeiro trimestre de 2018 e apurou também a expectativa do empresariado para um período de seis meses, ou seja, até outubro deste ano.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.