Viagens

Preço de passagens aéreas requer atenção no mês da Black Friday

Como em novembro de 2016 foram registrados muitas oscilações de valores, a sugestão é que os viajantes acompanhem os preços desde agora para escolher as melhores ofertas

15:58 · 09.11.2017
imagem
O levantamento mostra que apesar de vários destinos apresentarem os melhores preços na semana da Black Friday, há exceções

O levantamento relativo a 2016 com projeções para 2017 foi feito pelo Kayak, ferramenta online de planejamento de viagens. De acordo com os números, é preciso estar bem preparado para aproveitar as ofertas atreladas à Black Friday, maior promoção do comércio varejista, tradicionalmente comemorada na última sexta-feira de novembro e que este ano cai no dia 24. 

A data é conhecida pela oferta de grandes descontos aos consumidores e, exatamente por isso, requer  atenção nos valores de passagens aéreas, que devem oscilar novamente ao longo desse mês.

Em 2016, por exemplo, muitas companhias baixaram os preços ao longo de todo o mês de novembro e algumas passagens tiveram descontos ainda maiores na data. Os preços também variaram muito na semana seguinte. Confira a oscilação de preços de voo para dez destinos procurados pelos brasileiros no ano passado:

tabela

A tabela demonstra que, apesar de vários destinos apresentarem os melhores preços na semana da Black Friday, há exceções: passagens para Los Angeles estavam mais baratas no começo de novembro, ao passo que para o Rio de Janeiro e para Miami compensava mais esperar o final do mês, pós Black Friday, para comprar. 

“Além disso, as buscas por passagens contam com uma previsão de preços que revela a oscilação do valor das passagens para a próxima semana. Essas são algumas das ferramentas que os viajantes podem usar para tirar o melhor proveito possível da Black Friday e garantir a tão sonhada viagem com o melhor custo-benefício”, afirma Eduardo Fleury, country manager do Kayak no Brasil.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.