Turismo e arte

Museu a céu aberto no Uruguai exibe mais de 160 murais

Situado na cidade de San Gregório de Polanco, em Tacuarembó, o espetáculo de artes urbanas completa 25 anos e recebe novos ares

15:25 · 13.08.2018

Com a proposta de exibir obras e intervenções urbanas o “Museo Abierto de Artes Visuales”, um dos mais importantes ao ar livre da América Latina é uma das atrações de San Gregório de Polanco, cidade localizada no departamento de Tacuarembó, a 360 km da capital do Uruguai. 

Para celebrar os seus 25 anos, o acervo ganhou de presente várias iniciativas realizadas em parceria com o Ministério de Turismo uruguaio, como o ajuste dos conteúdos para a edição do Walking Tour dos murais e esculturas. Uma das obras mais importantes do trajeto, o mural executado em 2005 com coprodução do artista Gustavo Montans foi totalmente recuperado.

Para quem aprecia arte, o museu oferece uma vista pitoresca a seus visitantes. Mais de 160 murais fazem parte da história de Tacuarembó. 

Os estilos e os temas das obras são bem variados e estão associados com a história da cidade, de seus habitantes e com a do país em geral, já que se encontram pinturas em vários lugares sobre o artista Carlos Gardel

Desde 1997, além das pinturas, foram incorporadas esculturas por todo departamento. Em 2018, San Gregório de Polanco ganhou mais uma grande arte. Uma escultura metálica, assinada pelo renomado escultor uruguaio Octavio Podestá, compõe a vista do Parque de Esculturas do balneário.

Arte a céu aberto

O acervo foi reconhecido como o primeiro museu a céu aberto no Uruguai em 1993. Entre os artistas mais proeminentes que participaram da criação do museu estão Gustavo Alamón, Cléver Lara, Tomás Blezio, Luis Scarpa e Luis Muro. Desde 1997, o local é declarado de interesse nacional e recebe artistas nacionais e internacionais que, ao visitar o local, deixam sua marca.

Berço de Gardel

Além do museu, Tacuarembó é conhecido como "berço de Carlos Gardel". Embora parte dos estudiosos sustente que Gardel nasceu na cidade francesa de Toulouse, no dia 11 de dezembro de 1890, registrado como Charles Romuald Gardés, na região os moradores garantem que não há dúvidas: o maior cantor de tango de todos os tempos é uruguaio. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.