Pesquisa aponta

Fortaleza entre os destinos mais populares e com maior crescimento em 2017

O Kayak fez uma retrospectiva do ano para o setor de turismo no Brasil. Saiba quais foram os destinos mais buscados e os que mais cresceram em busca ao longo de 2017

A capital cearense aparece em quarto lugar na lista dos destinos mais populares do ano
15:31 · 07.12.2017 por Marlyana Lima - Editora
Lisboa desbancou Nova York e Orlando entre os destinos internacionais mais procurados

Os brasileiros que pretendem viajar nesse fim de ano estão de olho no que há de melhor para desfrutar na alta temporada. Além disso, dezembro também é momento de analisar quais os destinos que estiveram e devem continuar em alta na próxima estação. O Kayak, ferramenta de planejamento de viagens, fez um levantamento e revela os destinos nacionais e internacionais mais populares de 2017, além de identificar os destinos em alta, que mais cresceram nas buscas dos brasileiros durante o ano. Confira abaixo:

tabela

Nacionalmente, percebe-se que as capitais continuam sendo os polos mais atraentes para os turistas, com destaque para São Paulo, que atrai muitos viajantes com fins comerciais e profissionais. “Já internacionalmente, este ano tivemos uma surpresa com Lisboa desbancando Nova York e Orlando, destinos tradicionalmente queridos pelos brasileiros, ultrapassada apenas por Miami”, afirma Eduardo Fleury, country manager do Kayak no Brasil. Santiago e Buenos Aires destacam-se como destinos queridos na América Latina, enquanto as demais opções concentram-se nos Estados Unidos e na Europa. 

No mais, também foram identificados os dez destinos que mais cresceram em percentual de buscas. Na lista de destinos em alta, Lisboa aparece novamente em destaque, na segunda posição, superada surpreendentemente por Toulouse, na França. Os demais destinos são todos nacionais, o que, de acordo com Fleury, sugere uma preferência dos brasileiros, ao longo do ano, por destinos mais econômicos em função de um cenário econômico desafiador.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.