Destinos incríveis

Fiordland: descubra uma das maiores atrações da Nova Zelândia

A costa oeste da Ilha Sul abriga alguns dos mais belos fiordes do mundo, esculpidos por antigas geleiras há cerca de 10 mil anos

14:23 · 15.08.2018

Paisagens que parecem saídas de filmes. É o que o Fiordland National Park, na costa oeste da Ilha Sul da Nova Zelândia, oferece aos visitantes. O local abriga fiordes esculpidos por antigas geleiras há cerca de 10 mil anos, com grandiosos penhascos mergulhando em águas cristalinas. Descubra quatro dos mais impressionantes "sounds", como os fiordes são conhecidos no país. Alguns deles ficam a apenas algumas horas de viagem dos principais centros urbanos.

Milford Sound

Milford

Com 16 quilômetros de extensão, fica no extremo norte do Fiordland National Park, abrindo-se para o Mar da Tasmânia. Os nativos Māori descobriram este lugar há mais de mil anos atrás, em uma região antes valorizada pela bela "Pounamu", um tipo de pedra verde que era esculpida e usada como ornamento sagrado. Com montanhas espetaculares – o Mitre Peak se eleva a quase 1.700 metros a partir das águas escuras do fiorde –, cachoeiras, penhascos cobertos de floresta e uma infinidade de vida selvagem (golfinhos-nariz-de-garrafa, lobos-marinhos, pinguins-azuis), este é um imperdível pedaço de perfeição.

Doubtful Sound

doubt

Nos dias mais chuvosos, o Doubtful Sound (Patea) ecoa com o esguicho de centenas de cachoeiras, rolando em penhascos cobertos de arbustos. Quando o tempo está bom, o sol brilha nas águas levemente onduladas. É um gigante comparado ao Milford. Seus três braços se estendem por 40 quilômetros até o oceano – e é o mais profundo dos fiordes da Nova Zelândia, com 420 metros.  

Dusky Sound

dusky

Esse fiorde continua intacto em pleno século 21: seu isolamento geográfico fez dele um dos trechos mais naturalmente preservado da Nova Zelândia, um paraíso para espécies vulneráveis. Também é um lugar rico em história: os Māori têm caçado e pescado aqui desde o século 15. Hoje, ao entrar no fiorde, você se verá rodeado por uma abundância de vida selvagem – de golfinhos a baleias-jubartes. Algumas operadoras também organizam excursões que permitem aos visitantes caminhar por algumas das costas mais agrestes do mundo.

Breaksea Sound

break

Um pouco ao norte do Dusky Sound, essa é outra joia escondida que não pode ser visitada em um dia. Pontilhado de ilhas, esse fiorde pode ser explorado como parte de viagens mais longas que ocorrem em outros fiordes remotos. É outro local onde você provavelmente encontrará golfinhos 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.