Enoturismo

Festa do Vinho conta a história de tradição na Ilha da Madeira

Há 500 anos, o destino português produz um dos vinhos mais famosos do mundo

10:00 · 18.08.2018

Conhecido e apreciado em todo o mundo, o vinho Madeira tem uma história de cinco séculos. Para celebrar esse sucesso que atravessa gerações, anualmente, a Ilha da Madeira, um dos destinos turísticos mais cobiçados de Portugal e onde é produzida a bebida, promove a tradicional Festa do Vinho. Este ano, o evento acontece entre 26 de agosto e 9 de setembro, mesma época em que são realizadas as vindimas (colheira das uvas).

É nesse período do ano que a bebida começa realmente a ganhar forma. Após o ritual de colheita das mais de 30 castas de uvas, a etapa seguinte é transformar os frutos em alguns dos melhores vinhos do mercado internacional. Seguindo a tradição ancestral da ilha, são feitas vindimas ao vivo e, posteriormente, a pisa das uvas, na qual qualquer visitante pode participar, em clima de festa.

Vindima e festas

Junto com as vindimas, há uma extensa programação que inclui degustações de diversos rótulos, exposições de artesanato, shows de música, apresentações de folclore e jantares com harmonização de vinhos e pratos. O centro da cidade de Funchal, capital da Madeira é inteiramente decorado de acordo com o tema.

Como se não bastassem os excelentes vinhos, os cenários impressionantes da Madeira surpreendem os visitantes até porque são uma paisagem improvável para o cultivo das uvas. No entanto, isso não impediu que os colonizadores portugueses investissem na atividade no litoral ou em encostas vulcânicas de difícil acesso. 

A ousadia valeu a pena. A riqueza do solo e a diversidade do clima se mostraram favoráveis para a criação de uma bebida que, com seus processos de produção de alta qualidade, se tornou única e uma das favoritas dos enófilos.

Brindes famosos

Por ser tradicional, a bebida também faz parte da história de personalidades, a exemplo de George Washington, presidente norte-americano que sempre optava pelo vinho Madeira para celebrar a independência dos Estados Unidos. O madeira foi elogiado por Shakespeare na peça Hamlet e também era apreciado pelo primeiro-ministro britânico Sir Winston Churchill.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.