Futurista

Estação Aurora será o primeiro hotel de luxo no espaço

A projeção é que o hotel espacial receba seus hóspedes 320 km acima da superfície da Terra. A temporada de 12 dias custará 9,5 milhões de dólares. Confira vídeo

Os hóspedes poderão desfrutar de Wi-Fi, ausência de peso e experiências de um autêntico astronauta ( Reprodução/ Orion Span )
14:12 · 13.04.2018

Parece ficção científica, mas o projeto é real. E claro, será destinado apenas para bilionários dispostos a viver uma experiência digna de astronautas. A startup de tecnologia espacial chamada Orion Span anunciou recentemente planos para a sua Estação Aurora (Aurora Station), esperando fazer o lançamento em 2021 e começar a receber turistas até 2022. 

A estação-hotel ficará 320 km acima da superfície da Terra, completando uma viagem ao redor do planeta a cada 90 minutos. Isso significa que os hóspedes experimentariam uma média de 16 alvoradas e crepúsculos todos os dias e teriam a chance de voar acima de suas países de origem. A ideia é que os visitantes a bordo sejam capazes de desfrutar de Wi-Fi, ausência de peso, experiências de realidade virtual no holodeck e, claro, a vivência como uma autêntico astronauta. Veja vídeo:

Para bilionários

Se tiver interessados em número suficiente, o primeiro hotel de luxo fora da superfície do planeta contará com suítes privativas para dois, oferecendo vistas inigualáveis do planeta (imagine essa selfie!), numa verdadeira jornada espacial. A estação modular permitirá que até seis pessoas ao mesmo tempo – incluindo dois membros da tripulação – vivenciem a experiência durante 12 dias. O preço também é estratosférico: US$ 9,5 milhões.

Frank Bunger, diretor executivo e fundador da Orion Span, disse em um comunicado que o objetivo "é tornar o espaço acessível a todos, continuando a gerar mais valor a um custo menor".

Quem estiver disposto a investir nessa viagem poderá experimentar a gravidade zero e flutuar livremente por todo o hotel, admirar as auroras (daí o nome da estação) do norte e do sul e até acenar para os amigos durante as transmissões ao vivo previstas no "pacote".

Para embarcar nessa aventura, será preciso uma preparação especial com direito à Certificação de Astronautas Orion Span (OSAC) por três meses, seguida de treinamento em uma instalação em Houston, no Texas (EUA).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.