Atração radical

Catapulta humana vira atração em Queenstown, na Nova Zelândia

Sob medida para quem gosta de adrenalina, o equipamento projeta os mais corajosos a 150 metros, numa velocidade que pode chegar a 100 km/h. Confira o vídeo

O equipamento é o primeiro do gênero no mundo. O local escolhido para seu funcionamento foi a Capital mundial da aventura ( Foto: James D Morgan Photography )
13:37 · 03.09.2018

É preciso coragem em dobro para encarar a mais nova atração da Nova Zelândia: a Catapulta Nevis, na região de Queenstown, Ilha Sul do país. O equipamento arremessa os fãs de aventuras radicais a uma distãncia de quase 150 metros em uma velocidade que pode chegar a 100 km/h em apenas 1,5 segundos. O projeto foi desenvolvido por Henry van Asch, que há exatos 30 anos estabeleceu a primeira operação comercial de bungy jump do mundo.

Usando um sistema de guincho de alta velocidade, desenvolvido durante anos de pesquisa, a estrutura segue padrões internacionais de segurança e, na avaliação do diretor executivo do Turismo da Nova Zelândia, Stephen England-Hall, “a catapulta Nevis vai inspirar aventureiros de todo o mundo a visitar Queenstown para testar ainda mais os seus limites”. E completa: “Essa combinação de velocidade, altura e voo é algo que o mundo nunca viu”. Veja o vídeo:

Localizada na Ilha Sul , Queenstown já é considerada um destino perfeito para os fãs de adrenalina. Aliás, a pequena cidade é conhecida como a capital mundial da aventura. Bungy jump, paraquedas, passeios de barco a jato e rafting são apenas algumas das atrações disponíveis.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.