Aponta plataforma

Brasil é o país mais buscado para intercâmbios culturais

Segundo levantamento da Worldpackers, a cultura brasileira é uma das mais procuradas por quem busca experiências com propósito em outros países

16:57 · 14.06.2018 por Redação Diário do Nordeste
horta
O levantamento mostra que os viajantes buscam, em 52% dos casos, atuar em causas sociais e, outros 40%, têm interesse em integrar projetos ecológicos

O Brasil é o país mais buscado por quem buscar viver uma nova experiência em outras culturas. Dentre 170 nações cadastradas na plataforma Worldpackers, que conecta anfitriões a viajantes interessados por trocar habilidades por acomodação, o Brasil está no topo do ranking .

Em seguida, aparecem Portugal, Argentina, Espanha e Chile. "Existe cada vez mais pessoas buscando por experiências onde além de conhecerem a cultura local, também adquirem uma nova habilidade, como falar fluente um outro idioma", explica o cofundador da Worldpackers, Eric Faria.

O levantamento da plataforma mostra que 52% dos viajantes buscam atuar em causas sociais enquanto outros 40%, têm interesse em integrar projetos ecológicos. De acordo com Eric Faria, além de fazer simplesmente turismo, as pessoas estão em busca de fazer a diferença de alguma forma e de crescer como indivíduos. "Nosso foco é ligar essas pessoas a causas que tenham a ver com aquilo que elas acreditam. Acreditamos que viajar vai além de visitar e conhecer novos lugares, é uma jornada de crescimento e autoconhecimento", afirma o executivo.

A Worldpackers liga mais de 1 milhão de viajantes cadastrados a cerca de 4 mil anfitriões de hostels, hotéis, pousadas, ONGs e casas de famílias em mais de 170 países, dos quais trocam acomodações por demandas no local, como produção de conteúdos de marketing, cuidados com crianças, serviços de voluntariado, cuidados com animais, recepção de hóspedes, cozinha, organização de festas e eventos, ensino de idiomas, entre várias outras habilidades.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.