Em alta

Bariloche espera receber mais de 40 mil turistas brasileiros

Destino requisitado durante a temporada de neve, a cidade argentina espera um aumento no fluxo de visitantes

Na temporada de inverno de 2018, são esperados mais de 42 mil turistas brasileiros na cidade argentina ( Foto: PXHere )
10:00 · 16.08.2018

Mesmo com o dólar turismo quebrando a barreira dos R$ 4, a temporada de neve em Bariloche, destino muito buscado pelos latino-americanos, continua atraindo turistas brasileiros. De acordo com a Emprotur, entidade responsável pela promoção turística da cidade, na temporada de inverno de 2018, são esperados mais de 42 mil turistas do Brasil.

Um dos fatores que deve ajudar a manter o turismo em alta na Patagônia Argentina, são os voos diretos operados por companhias aéreas como Latam, Gol e Azul que, aliás, aumentaram a frequência no período de junho a setembro. Para aqueles que vão viajar à cidade durante o período de frio, aqui vão algumas dicas sobre o que fazer para aproveitar ao máximo o tempo na cidade.

Esportes na neve

Bariloche

Muito populares, os esportes de neve –  esqui, snowboard e trenó – podem ser praticados em diversos pontos da cidade. A estação de esqui mais famosa fica  no Cerro Catedral. O complexo é o maior da América do Sul, totalizando 600 hectares de espaço para esquiar e 120 km de pistas para a práticas de todos os esportes de neve. Nesse ano a estação ganha um upgrade tecnológico e oferece mais conectividade com o aplicativo exclusivo para o compartilhamento de localização, e possibilidade de comprar ingressos pelo celular.

O Cerro Otto, outro queridinho dos turistas, também é recheado de atrações. A subida é feita pelo tradicional bondinho, que tem capacidade para até 4 pessoas por gôndola. No meio da subida, encontra-se a famosa confeitaria giratória, e do topo do monte a vista é de tirar o fôlego. É possível ver a cidade, o lago Nahuel Huapi, além da Cordilheira dos Andes e o Cerro Catedral.

Gastronomia

gastronomia

A gastronomia de Bariloche é bem rica. Ela traz os pratos e elementos clássicos da culinária argentina, além dos ingredientes únicos da região da Patagônia. A cidade possui alguns dos melhores restaurantes do país, além de produções artesanais locais espetaculares como o chocolate e a cerveja. O doce é produzido por dezenas de chocolaterias na cidade. Ao total, são mais de mil toneladas por ano.

Durante o período frio vale experimentar os deliciosos chocolates quentes, que trazem combinações e sabores únicos. Outro grande produto é a cerveja. Elas são produzidas em cervejarias locais com ingredientes únicos. Para conhecer várias marcas, é possível fazer o circuito cervejeiro que passa pelas fábricas onde é feita a degustação da bebida. Já para os amantes da carne, a dica é experimentar os peixes dos lagos da região. Truta e salmão são os grandes atrativos. Além disso, tem pratos com carne de carneiro e de javali, muito apreciados.  

Passeios

passeios

Como Bariloche fica rodeada de montanhas, uma das atividades preferidas é o trekking. Nele, as pessoas sobem os montes a pé, através de trilhas. Durante o inverno, a atividade ganha mais charme por conta dos bosques e montes nevados.

Uma das opções para fazer essas caminhadas é com o Montanha & Tango. A atividade é noturna, o que permite uma experiência sensorial bem diferente e única, que une natureza, arte e gastronomia. Os participantes realizam uma caminhada pelo Cerro Otto com lanternas e fazem paradas estratégicas pelo caminho, o que permite admirar a bela cidade iluminada e o lago Nahuel Huapi, além de fazer uma visita a Casa Museu do pioneiro da montanha Otto Meiling - um imigrante alemão que apaixonado pelas montanhas da cidade, participou da fundação do Clube Andino de Bariloche. O passeio continua com um jantar a luz de velas e show de tango no refúgio Berghof.

Para os turistas que querem conhecer a cidade, são oferecidos passeios pelo Centro Cívico, onde está localizada a famosa rua Mitre, e para a Colônia Suíça, que surgiu do assentamento europeu na região. Nela é possível experimentar comida preparada com a milenar técnica do curanto, além de conferir a arquitetura típica e lojas.

Ainda é possível fazer o Cruce Andino – passeio de barco que liga Bariloche ao Chile. A excursão passa por paisagens belíssimas com montes, cachoeiras e a impetuosa Cordilheira dos Andes.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.