Aumento na frota

Aviação: 790 mil pilotos serão necessários para atender demanda nos próximos 20 anos

Para o período, são especuladas 40 mil novas aeronaves comerciais, 600 mil funcionários de manutenção e 800 mil tripulantes

08:20 · 13.09.2018 por Redação Diário do Nordeste
piloto
A profissão de piloto de avião necessita capacitação teórica e prática específicas

O crescimento na demanda por voos em todo o mundo vai gerar, nos próximos 20 anos, a necessidade de adição de 40 mil novas aeronaves na aviação comercial. Por tabela, o cenário representa oportunidade para novos pilotos. Conforme estudo Pilot & Technician Outlook, publicado pela Boeing, a indústria mundial da aviação deverá contratar 790 mil pilotos até 2037.

Além disso, há a perspectiva que, com tamanha expansão, o setor precise contratar cerca de 600 mil funcionários para manutenção técnica dos aviões além de 800 mil tripulantes de cabine.

Segundo o professor Fernando Torquato Leite, coordenador do curso de Ciências Aeronáuticas da Unopar de Londrina, é preciso agregar diferenciais ao currículo para se destacar no mercado.

A profissão de piloto de avião necessita capacitação teórica e prática específicas. O primeiro passo é concluir o curso de Piloto Privado. Nessa modalidade, o concludente não poderá pilotar sob remuneração. O segundo passo é realizar o curso de Piloto Comercial, quando contabilizará horas e irá acumular experiência.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.