e-Visa

Aumenta em 41% o pedido de vistos eletrônicos para o Brasil

Dos 81.123 vistos solicitados por Austrália, Japão, Canadá e Estados Unidos, entre fevereiro e maio deste ano, 60.992 foram eletrônicos

09:00 · 10.06.2018
evisa
Três em cada quatro pedidos de visto para o Brasil são eletrônicos

Desde a entrada em vigor do visto eletrônico para Austrália, Canadá, Japão e Estados Unidos, em janeiro deste ano, o número de pedido de entrada no País cresceu 41% passando de 57.548, em 2017, para 81.123 neste ano. Foram considerados os meses de fevereiro, março, abril e maio. Nesse período, 75% dos pedidos de vistos dos países estratégicos, foram eletrônicos.

A procura crescente pelo e-Visa tem evidenciado que as medidas de facilitação são fundamentais para a atração de mais viajantes internacionais. “A exigência de visto de entrada é a principal barreira para atração de turistas. De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), a facilitação de viagens pode gerar um aumento de até 25% no fluxo entre os destinos e o fato de termos registrado um crescimento ainda mais significativo mostra que a curto, médio e longo prazo colheremos significativos resultados para o turismo nacional”, analisa o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz

O Ministério das Relações Exteriores contabilizou 66.962 e-Visas processados para viajantes das nacionalidades beneficiadas com a medida, desde outubro de 2017, quando a medida passou a valer para  a Australia. Os cidadãos americanos foram responsáveis por 69% de todos as solicitações, chegando a 46.192 pedidos. Os australianos aparecem na segunda colocação com 10.693, seguidos dos canadenses (6.084) e japoneses (3.993).

China está na mira

Um dos países com maior potencial de emissão de turistas, a China também está no radar do Ministério do Turismo. Para se ter ideia, o país asiático envia 135 milhões de viajantes para o mundo que gastaram, no ano passado, US$ 250 bilhões. 

Para atrair os chineses, até o final deste ano, o ministério pretende ampliar de três para 12 Visas Centers em funcionamento no país asiático. Além disso, entrou em vigor no ano passado a ampliação de três meses para cinco anos o tempo de duração dos vistos de turistas com múltiplas entradas e estada de até 90 dias.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.