Com novidades

Após furacão, Saint Martin se prepara para receber turistas

A ilha do Caribe que foi castigada pelo furacão Irma já está com 86% das atrações operando normalmente, incluindo o Parque Natural Loterie Farm

09:00 · 31.08.2018

Considerada um dos lugares mais belos do mundo, a Ilha de Saint Martin, no Caribe, está pronta para receber turistas de todo o mundo na próxima temporada. A região, atingida pelo furacão Irma no ano passado, foi reestruturada, incluindo recapeamento das estradas e limpeza das praias, bem como a reabertura da maioria dos restaurantes, lojas, hotéis e pousadas.

Em comunicado oficial, a presidente do Escritório de Turismo do lado francês de Saint Martin, Aida Weinum, anunciou que 86% das atrações da região já estão operando normalmente. Entre elas, destaca o famoso parque natural Loterie Farm. Ela estima que, até dezembro, quase todos os estabelecimentos serão total ou parcialmente reabertos.

Para hospedagem, 900 quartos estarão disponíveis, incluindo leitos do hotel mais luxuoso da ilha, o Belmod La Samanna, além das vilas exclusivas que já estão renovadas. 

Em Grand Case - a capital gastronômica do Caribe - 17 dos 26 restaurantes estarão abertos até o fim de 2018. Opções como o Le Bistrot de Caraibes e o Le Piment em Orient Bay já estão funcionando normalmente. 

Nova estrutura

Entre as novidades, está a implantação de cabos e fios elétricos que passam a ser subterrâneos, realçando a beleza das paisagens e das ruas da cidade. “Tivemos uma enorme oportunidade de reconstruir tudo de uma maneira certa e ainda melhor do que já era. Com foco e investimento no turismo, os dois lados da ilha (St. Martin e St. Maarten) estão emergindo como um destino mais forte e mais desejável”, reafirma Aida Weinum.

Voos

O aeroporto internacional Princess Juliana, localizado na parte holandesa da ilha, foi reaberto em outubro, facilitando o acesso dos visitantes através de um terminal temporário. Já o aeroporto Grand Case, na parte francesa, não foi atingido pelo furacão e permanece aberto sem alterações. Os serviços de taxi e balsas para St. Barth e Anguilla estão operando em regime temporário, mas serão 100% operacionais em novembro.

A malha aérea já está quase pronta para levar os turistas para a ilha: 19 companhias estão operando, incluindo três novas como a Air Century, Inter Caribbean e Aruba Airlines. Para os viajantes brasileiros, a melhor maneira continua sendo o voo via Panamá com a Copa Airlines, em operação desde o dia 2 de junho, ou via Miami, com a American Airlines.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.