Cariri

Cultura e fé entre as riquezas do Ceará

Do alto do Horto, a estátua do "Padim" abençoa uma das regiões turísticas mais ricas do Estado

Casa da Mãe Dodô, na subida do Horto, em Juazeiro do Norte ( FOTO: GENTIL BARREIRA/SETUR )
00:00 · 07.12.2017 por Marlyana Lima - Editora
Museu de Paleontologia, em Santana do Cariri. O equipamento abriga mais de 10 mil peças do período cretáceo e é considerado um dos principais instrumentos de fortalecimento do turismo científico na região ( Foto: ELIZÂNGELA SANTOS )

No Sul do Ceará, o maior milagre de Padre Cícero Romão Batista se renova a cada ano. Graças ao "Padim", o Cariri é terra fértil para o turismo religioso, alimentado por milhões de nordestinos e fiéis de outras paragens que chegam a Juazeiro do Norte para pedir a intercessão do "santo" e agradecer as graças alcançadas.

Centro das manifestações de fé, Juazeiro do Norte é a cidade sede da macrorregião cearense. Mas, se engana quem pensa que o Cariri é apenas terra de procissão e louvor. Formado por nove municípios, o destino também oferece excelentes oportunidades de vivenciar o turismo rural, cultural, de ecoaventura e científico.

Pesquisadores e turistas que se aventuram pela região costumam se surpreender com as riquezas do Geopark Araripe, o primeiro das Américas reconhecido pela Unesco.

Estendendo-se por seis municípios - Barbalha, Crato, Juazeiro do Norte, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri -, o parque apresenta vasto patrimônio geológico e paleontológico. Sua área também guarda a principal jazida de fósseis cretáceos do Brasil, incluindo a maior concentração de vestígios de pterossauros, além de 20 ordens de insetos fossilizados, com idade aproximada de 110 milhões de anos.

a
Peças produzidas na oficina de Seu Espedito Seleiro. O artesão e Mestre da Cultura de Nova Olinda é, atualmente, uma referência nacional na produção de artefatos com couro colorido (Foto: ELIZÂNGELA SANTOS)

O Cariri também é privilegiado no tocante à localização, pois faz divisa com os estados do Piauí, Pernambuco e Paraíba. Isso faz com que seus municípios tenham, em média, uma distância de 700 Km referente às principais capitais nordestinas.

Oásis cultural

a
Celeiro cultural e um dos principais pontos turísticos de Juazeiro, no Centro Cultural Mestre Noza os artesãos honram a tradição de grandes mestres e entalham as peças em madeira diante dos visitantes (Foto: ELIZANGELA SANTOS)

Levados pela fé, aventura ou exploração científica, os turistas que chegam à região, invariavelmente, acabam se deixando atrair por uma atração em comum: a efusiva produção cultural que se revela em cores e formas de diferentes artesanias. Couro, madeira, argila são transformados em peças que já "ganharam o mundo" graças a mestres da cultura que mantêm vivas as mais legítimas tradições nordestinas. Xilogravuras, cordéis e dezenas de manifestações populares também fazem parte das riquezas materiais e imateriais caririenses.

Rota em expansão

Com tanto potencial, o Cariri cearense ganhou uma rota turística que cresce a cada ano. Nela, Juazeiro do Norte se destaca como um dos destinos religiosos mais conhecidos do Brasil. Está situado a 533 km de Fortaleza e recebe, todos os anos, milhões de romeiros.

O principal ponto turístico da cidade é a Colina do Horto, onde foi erguida uma gigantesca estátua em homenagem ao Padre Cícero. Para conhecer melhor a cultura da região, também vale a pena visitar o Memorial e Museu do Padre Cícero e o Centro Cultural Mestre Noza onde mais de 120 artesãos expõem suas obras.

De Juazeiro, é possível se deslocar facilmente para as cidades de Barbalha e Crato, ambas cheias de atração e peculiarmente charmosas.

Seguindo adiante, chega-se a Nova Olinda, onde o Memorial do Homem Kariri chama atenção por expor o acervo arqueológico e mitológico da Chapada do Araripe, através de artefatos, fotografias e lendas ilustradas. Na cidade também fica a oficina de Seu Espedito Seleiro, artesão e Mestre da Cultura, cujo trabalho na fabricação de peças de couro tornou-se referência.

Fósseis

Já Santana do Cariri é conhecida como a cidade dos dinossauros. No roteiro encontra-se o Museu de Paleontologia, local que reúne mais de 750 peças datadas do período cretáceo. É diversão certa para crianças e adultos.

O que visitar

JUAZEIRO, CRATO E BARBALHA

• Colina do Horto

• Memorial do Padre Cícero

• Museu Vivo de Padre Cícero

• Casa dos Milagres

• Centro Cultural Mestre Noza

• Balneário do Caldas

NOVA OLINDA

• Memorial do Homem Kariri

• Fundação Casa Grande

• Oficina de Seu Espedito Seleiro

SANTANA DO CARIRI

• Geopark Araripe

• Museu de Paleontologia

• Euroville

padim
Um dos pontos mais visitados de Juazeiro é o monumento construído em homenagem a Padre Cícero, na Colina do Horto (Foto: Gentil Barreira/Setur)

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.