Coluna

Papo de Viagem: de olho na Rússia e China

00:00 · 11.01.2018

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) pretende ampliar a participação de brasileiros nas grandes feiras internacionais. E, com intuito de incentivar os parceiros, está oferecendo inscrições gratuitas para eventos que acontecem este ano na Rússia e China. As empresas e entidades públicas e privadas interessadas em promover destinos nacionais terão isenção na cobrança de inscrição. As feiras russa e chinesa acontecerão nos meses de março e maio, respectivamente. A iniciativa faze parte da Agenda de Promoção Comercial do Turismo Brasileiro no Exterior. "Buscamos um fomento maior na promoção e no estímulo à consolidação do ambiente de negócios nesses dois mercados emissores", explica Diego Feijó, coordenador-geral de Promoção e Eventos da Embratur.

50% de desconto

Image-1-Artigo-2347523-1
É quanto o Pestana Hotel Group oferecerá, durante todo o mês de janeiro, nas diárias em mais de 90 unidades da rede no Brasil e no mundo. Em alguns hotéis, a tarifa mais baixa é válida para períodos selecionados. Para aproveitar basta checar no site da promoção: January Sale.

Mais voos internacionais

Image-0-Artigo-2347523-1
O ano começa com boas notícias para o turismo cearense. No próximo dia 17 de janeiro, às 19 horas, uma solenidade realizada no Fortaleza Atlântico Hotéis marcará o relançamento da Companhia Cabo Verde Airlines (TACV) que terá dois novos voos internacionais saindo de Fortaleza. No dia 1º de fevereiro, a área inicia o voo para Lisboa e Paris. Já no dia 19 de março será a vez de Milão. Ambos terão conexão na Ilha do Sal.

Força do online

Os viajantes estão cada vez mais conectados. Hoje, mais de 65% dos turistas iniciam seu processo de pesquisa de viagem, para saber para onde ir e com quem comprar, por meio da internet. É o que revela pesquisa realizada pela Schultz, uma das maiores empresas turísticas do mercado brasileiro.

Voando alto

Pelo sexto ano consecutivo, a Boeing é a fabricante que mais entrega aeronaves comerciais no mundo. Em 2017, foram 763 unidades, um novo recorde na indústria. Em 2016, embora tenha batido a rival Airbus, o número chegou a 748 aeronaves.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.