Inovação

Ventilador com controle remoto é aposta cearense

00:00 · 29.09.2014
F
A criação do ventilador que funciona com controle remoto univesal (ou até mesmo o controle de outros aparelhos como TVs) deve agradar os consumidores

É difícil inovar em aparelhos que são universalizados. Em um ventilador então, nem se fala. A última inovação que eu lembro neste tipo de aparelho foi aerodinâmica, modificaram a forma das pás das hélices para reduzir o ruído deles.

Mas uma empresa local, encubada no Parque de Desenvolvimento Tecnológico do Ceará, chamada Vent7, conseguiu. Ela tornou obsoletos os velhos botões de liga/desliga e de velocidade dos ventiladores.

Disponível inicialmente nos modelos de mesa Smart Fan, da Mondial Line, e em breve nos ventiladores de teto da marca Spirit, está uma interface de uso sensível à toques, dotada também de um sensor de infravermelho.

O que isso quer dizer?

Quer dizer que a Vent7 está abrindo caminho, junto com seus parceiros, para a aposentadoria dos botões mecânicos de liga e desliga, em prol do controle remoto, qualquer controle remoto, desde que utilize tecnologia de infravermelho (como os de TV). A tecnologia desenvolvida pela empresa Vent7 tornou possível, o que antigamente era economicamente inviável: ventiladores a controle remoto. Interessante?

A ideia do receptor universal de infravermelhos, surgiu como um trabalho de conclusão de cadeira de Microcontrolador, no curso de Telemática no Instituto Federal do Ceará (IFCE) em 2004. Aluno e professor resolveram desenvolver a tecnologia em conjunto, e em 2010 juntos a uma terceira pessoa, com experiência em eletrônica e linhas de produção, e criaram a Vent7.

Alguns anos atrás, assisti a uma palestra sobre inovações e ouvi uma das frases mais acertadas sobre o assunto: "mas é tão simples, porque eu não pensei nisso antes?". E a usabilidade é de fato simples, fácil e confortável demais. Quer mais vento? Pegue o primeiro controle remoto de TV, DVD ou vídeo cassete que encontrar, aponte para o ventilador e aumente a rotação. Esfriou demais de madrugada, desligue o ventilador sem levantar-se.

Há pontos negativos? Sim, existem. Ele vai consumir um pouco de energia mesmo quando sem ventilar, porque fica em modo de espera, e você certamente não irá querer utilizá-lo ao lado de uma TV. Mas dá para relevar isto completamente.

Aliás, a tecnologia é tão bacana, que será interessante ver como ela caminhará para outros setores da indústria.

Gilberto Soares
Especial para o tecno

Comentários


Li e aceito os termos de regulamento para moderação de comentários do site.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.