Software livre para escritório

OpenOffice.Org ganha versão com novos recursos

02:53 · 13.09.2004
( Reprodução )
O OpenOffice.Org, o pacote de aplicativos para escritório mais popular entre os softwares livres — que serve como um substituto gratuito para o Office, da Microsoft — ganhou uma nova versão, em português, com melhorias que devem agradar não somente os adeptos dos programas de código aberto.

O pacote, disponível para download no site www.openoffice.org.br, oferece programas como o editor de textos Writer, o editor de planilha eletrônica Calc, o gerenciador de apresentações Impress, o programa de desenhos vetoriais Draw, o construtor de fórmulas matemáticas Math, o banco de dados Basic e o editor de HTML Editor.

Em sua nova versão 1.1.2, o pacote traz como novidades um corretor de ortografia em português, um dicionário de sinônimos, um aplicativo para o uso de etiquetas e um conjunto de modelos para apresentação. Além desses destaques, o novo OpenOffice.Org chega livre de muitos erros presentes na versão anterior. A versão também traz os primeiros de uma série de cliparts brasileiros que estão sendo incorporados ao pacote, desenvolvidos por uma equipe de voluntários do projeto OpenOffice.Org.Br, da qual participa o cearense Lucas Filho, consultor da Open-Ce e representante do projeto no Ceará.

‘‘Da digitação de textos simples a documentos sofisticados, como mala-direta, de planilhas simples a folhas de pagamento, entre outras possibilidades, o OpenOffice.Org é um sério candidato para ocupar o lugar do Office da Microsoft’’, diz o consultor. As melhorias da nova versão vêm para favorecer a conquista de novos usuários. ‘‘No Ceará, grandes empresas já fazem uso do pacote, entre elas a Cagece, Unifor, Dataprev, Serpro, Dnocs, Sefaz e Sesa’’, destaca Lucas Filho.

O OpenOffice.Org pode ser usado tanto no sistema Windows como no Linux. Sua interface é muito semelhante à do Office. Quanto à compatibilidade, o OpenOffice.Org pode gerar documentos com extensões conhecidas pelos programas da Microsoft.

Muitas empresas não abandonam o Office pelo fato de receberem documentos de outras empresas que ainda não utilizam os programas do pacote OpenOffice.Org. Por isso, Lucas Filho recomenda que a migração seja feita com cautela. ‘‘Apenas instalar o OpenOffice.Org e pronto é uma política que pode não dar certo’’, diz o consultor. O OpenOffice.Org é aberto à colaboração dos usuários. O site do projeto no Ceará é http://geocities.yahoo.com.br/opence23.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.